Zoo Berlin

Dicas de Berlim por Laura Ammann

Um traço do povo alemão, que ainda se estende aos dias de hoje, sempre foi a proximidade com a natureza. Ir ao parque, por exemplo, pode ser um remédio para tristeza, ou ainda uma dose homeopática e preventiva a ela. O custo: o enfrentamento à neve, no inverno; a recompensa: a adoração ao sol, no verão. Não raro, quando o alemão volta para casa no fim do dia – ainda que more há 50 anos na mesma rua – faz o caminho atento ao veraneio dos patos, aos coelhos que anunciam o inverno e ao tipicamente alto voo migratório de alguns pássaros. Ainda que generalizações sejam sempre delicadas, arrisco o palpite de que a passagem do tempo, anunciada pela natureza, treina o alemão para o bucolismo. Não à toa, a pintura romântica encontrou um dos seus berços aqui.

Berlim é uma cidade atipicamente verde para uma capital, o que a torna, além de ajustada a esse aspecto do espírito alemão, um lugar que pode mal-acostumar desavisados. Logicamente, não poderia faltar um jardim zoológico em uma cidade como essa: o Zoo Berlin é o zoológico mais antigo da Alemanha e o mais rico em espécies do mundo (com 18.600 bichos de 1400 diferentes espécies).

A fachada do Zoo Berlin Foto: Reprodução

A fachada do Zoo Berlin
Foto: Reprodução

Curiosamente, o Zoo Berlin fica no coração de Berlim, em uma das pontas da movimentada avenida Kudamm. Conectado ao Zoo está o aquário de Berlim, que, além de peixes, exibe répteis, tubarões e aranhas. (Há também outro parque zoológico na cidade, o Tierpark, mais afastado ao leste, cuja maior atração no momento é o recém-chegado filhote de urso polar.)

Um dos bichinhos que podem ser vistos no Zoo Berlin Foto: Laura Ammann

Bichinhos que podem ser vistos no Zoo Berlin
Foto: Laura Ammann

O então rei prussiano Frederico Guilherme IV permitiu que o zoológico fosse criado a pedido de seu biólogo, Martin Hinrich Lichtenstein. Aberto em agosto de 1844, o então Zoológico da Universidade Frederico Guilherme, teve Lichtenstein como seu primeiro diretor. A partir da década de 1870, com um segundo diretor, o zoológico passou por transformações, passando a receber mais animais e oferecendo também um restaurante, o que atraía cada vez mais visitantes. No começo do século 20 o aquário foi aberto, aumentando ainda mais o complexo, que passou a ser comparado ao de Londres. Também nessa época foi construído dentro do Zoo o “Marmorsaal” (salão de mármore), sala de cinema onde, em 1922, auspiciou-se a Première do filme “Nosferatu”.

Bichinhos que podem ser vistos no Zoo Berlin Foto: Laura Ammann

Bichinhos que podem ser vistos no Zoo Berlin
Foto: Laura Ammann

Como tudo em Berlim, inevitavelmente afetado pela história, o Zoo passou a proibir a entrada de judeus em 1939. Além disso, durante a Segunda Guerra, de 3715 animais residentes no Zoo, somente 91 sobreviveram às destruições. A partir de 1945, o Zoo passou a ser administrado pela sua primeira diretora feminina, responsável pela sua reconstrução. Durante a Alemanha dividida, o Zoo passou por diversas administrações, que aos poucos tentavam recuperar o local. Somente após a queda do muro, no entanto, com a então possível parceria entre Zoo e Tierpark, que as coisas melhoraram.

Marmorsaal, o salão de mármore, por volta de 1900 Foto: Reprodução

Marmorsaal, o salão de mármore, por volta de 1900
Foto: Reprodução

Hoje, famosos pelos seus bichinhos, que são muitas vezes conhecidos pelo nome, o Zoo Berlin é até local de gravação da série “Panda, Gorilla & Co”. Regularmente, vários eventos atraem os visitantes ao Zoo, como por exemplo a alimentação dos diversos animais, em horários diários fixos, e o tour arquitetônico.

Bichinhos que podem ser vistos no Zoo Berlin Foto: Laura Ammann

Bichinhos que podem ser vistos no Zoo Berlin

Foto: Laura Ammann

Outra possibilidade é o “Lieblingstierbesuch”; a “visita ao animal preferido”: bastam € 80 (por grupo) para agendar um encontro com um bichinho de preferência, onde é possível alimentá-lo juntamente com um funcionário do Zoo (passeio disponível em alemão ou inglês, somente).

Bichinhos que podem ser vistos no Zoo Berlin Foto: Laura Ammann

Bichinhos que podem ser vistos no Zoo Berlin

Foto: Laura Ammann

A atração especial, preparada para a atual época natalina, fica a cargo das renas, que receberão os interessados nos dias 24 e 25 de dezembro (mediante agendamento no site). O Zoo Berlin – juntamente com as renas – promete ainda uma surpresa nessa data especial.

Fale conosco para organizar a sua viagem:

[email protected]

Formada em Produção Editorial e especialista em Museologia e Curadoria, Laura Ammann é co-fundadora do projeto Arte Conceituando, que publica entrevistas sobre arte, e é mestranda em História da Arte pela Universidade Humboldt. Laura é de São Paulo, mora em Berlim e traz as suas dicas no Magari Blu.