Viagem para assistir Grand Slam e Masters 1000 de tênis

Todo fã de tênis já sonhou em pegar um avião para assistir a final de um Grand Slam ou de um torneio Masters 1000.

Quem curte o esporte sabe a emoção de estar a poucos metros dos maiores jogadores do mundo e assistir de pertinho as jogadas espetaculares que vemos pela TV.

Eu tive a oportunidade de assistir alguns torneios muito importantes ao vivo, como US Open, Roland Garros e Masters 1000 de Roma. E recomendo!

Vi jogos de grandes craques do tênis como Federer, Djokovic, Nadal, Del Potro, Murray, e das estrelas Maria Sharapova e Serena Williams.

Para quem gosta, é uma emoção e tanto.

Os ingressos podem ser comprados pelo próprio site oficial do torneio ou por cambistas, que podem conseguir lugares melhores, mas com preços mais salgados.

Normalmente, por organizarmos a viagem com certa antecedência, não se sabe ao certo o jogo que será exibido naquela data, e nem as condições do clima.

Afinal, os jogos são vendidos por etapa (rodadas, quartas de final, semi final e final), e, logicamente, só se sabe o nome dos jogadores um ou dois dias antes da partida.

E com exceção de Wimbledon e outros torneios em quadras cobertas, a maior parte dos campeonatos são ao ar livre e os jogos são suspensos em dias de chuva.

Portanto, é preciso contar com o fator sorte para conquistar um belo jogo em um belo dia!

Quando o jogo for suspenso por causa da chuva, dependendo das condições, é retomado no mesmo dia ou no dia seguinte.

No US Open de 2009, por exemplo, a final foi adiada por um dia pelo mau tempo, e eu tive até que mudar minha passagem de volta ao Brasil para um dia depois! Mas não perderia aquele jogo por nada…

Fiz bem, pois foi um dos melhores jogos que já assisti ao vivo e ainda sob um sol escaldante em plena segunda feira!

Todos os complexos que abrigam grandes torneios oferecem lojinhas de esportes, das marcas patrocinadoras, além de lanchonetes.

Em Roma tem até balada depois dos jogos (veja o post aqui)! Conheça agora mais detalhes sobre os campeonatos de tênis:

 

– US OPEN

O US Open, em Nova York, é o meu favorito.

A quadra principal, no Arthur Ashe Stadium, tem capacidade para mais de 20 mil pessoas e, por ser tão grandioso (e lotado nos jogos mais significativos), passa aquela emoção de estádio de futebol. Isso é o que me fez ficar tão fã do US Open.

Final do US Open 2009:
Del Potro vs Federer, com o lindo céu de Flushing Meadows
Foto: magari blu

O complexo de Flushing Meadows é espetacular, enorme e super organizado. Fica no Queens e é fácil de chegar, de metrô. De Manhattan leva cerca de 50 minutos.

Estive por lá em 2009 para assistir as semi finais e as finais masculinas (e aproveitei para ver a final de duplas feminina).Os jogos das semis foram Federer x Djokovik (Federer venceu), e Del Potro x Nadal (Del Potro ganhou). Na final, Del Potro surpreendeu e venceu Federer após 5 sets e mais de 4 horas de jogo. Foi um espetáculo!

Djokovic
Foto: magari blu

Del Potro
Foto: magari blu

Nadal
Foto: magari blu

Foi a minha viagem mais cara para assistir um torneio, pois escolhi ficar no boxe mais perto da quadra. Mas valeu a pena!

Meus ingressos davam acesso pela entrada dos jogadores, mas não vi nenhum deles fora das quadras. Só a Sra. Federer e alguns artistas.

A entrada pelo acesso dos jogadores, técnicos e convidados:
Chic!
Foto: magari blu

Acesse: www.usopen.org

– ROLAND GARROS

Quando estive em Roland Garros, em Paris, eram oitavas de final em 2010. Fazia frio e garoava um pouco, o suficiente para atrapalhar quem estava assistindo – e certamente quem estava jogando -, mas não o suficiente para suspender o jogo.

Não dei sorte com o clima, mas dei sorte com a partida! Assisti Federer x Wawrinka (Federer venceu) na quadra Philippe Chatrier. Foi bem legal também, mas o tempo de fato atrapalhou um pouco.

O acesso ao complexo em Paris também é feito por metrô e é super fácil. Fora que é só seguir os fãs com bonés “RG” para garantir que você está na direção certa! 😉

Federer
Foto: magari blu

Tickets na mão!
Foto: magari blu

Acesse: www.rolandgarros.com

– MASTERS 1000 DE ROMA

Em 2011, quando morava em Roma, pude assistir todos os jogos das quartas à final do torneio Masters 1000.

Foi uma experiência e tanto também, pois pude ver de perto (de novo) jogos de astros do tênis como Djokovic, Nadal e Murray, e Maria Sharapova (veja posts aqui e aqui e aqui!).

Em Roma estive pertinho de vários jogadores e do vencedor Djokovic. Foi bem legal.

Sharapova
Foto: magari blu

Djokovic
Foto: magari blu

O complexo esportivo Foro Italico, que abriga as quadras do Masters 1000 de Roma, fica ao norte da cidade e não há metrô tão perto. Apenas ônibus e táxis.

Por ser Masters 1000, e não Grand Slam, a capacidade da quadra principal é menor, mas não deixa de ser bem bacana também para os fãs do tênis.

Acesse: www.internazionalibnlditalia.com

Eu recomendo!
Foto: magari blu

*Para compra de ingressos, programação e outras informações:

Visite os websites oficiais acima indicados!