Tour Jordânia: Petra

Magari blu embarcou numa viagem por 10 dias pela Jordânia, passando por mares, rios, montanhas e desertos, descobrindo locais incríveis que devem entrar na lista de desejos de qualquer viajante. Hoje o destino mais conhecido do país, “a menina dos olhos” da Jordânia: Petra!

Muita gente no Brasil ainda não conhece muito sobre a Jordânia. Mas com certeza já ouviu falar em Petra!

IMG_0898

Petra
Foto: magari blu

Petra

Foto: magari blu

Petra2

Foto: magari blu

IMG_0847

Foto: magari blu

IMG_0855

Foto: magari blu

A cidade, que fica a 262 km da capital Amã, já abrigava habitantes há mais de 2.000 anos e o foi o povo nabateu que a esculpiu no arenito. Daí é conhecida também como a “cidade rosa”. Hoje, é uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo, escondida entre as montanhas do vale Wadi Musa.

IMG_0858

Petra
Foto: magari blu

*Os passeios por Petra

Recomendo fortemente que faça a visita ao sítio arqueológico acompanhado de um guia, pois a história e os detalhes de Petra podem passar despercebidos se não tivermos a devida explicação enquanto caminhamos e conhecemos o local.

Existem algumas formas de se conhecer Petra. Se tiver curiosidade e pique para explorá-la a fundo, é possível dividir em dois ou mais dias, e conhecer pontos mais extremos e distantes. Mas se o tempo for curto, dá para fazer um passeio básico de um dia e mesmo assim se encantar com a majestade da cidade de pedra. Assim, diria que um dia e uma noite em Petra são suficientes.

Prepare-se para andar bastante. Uma visitinha básica em Petra compreende cerca de 8km caminhando, devidamente computados os degraus montanha acima. No caminho entre as pedras, repare nas calhas ali esculpidas, para controlar as águas das chuvas. Cavernas, também abertas dentro das rochas, serviam de moradia e como tumbas para abrigar os mortos. Acima da entrada dessas tumbas, os nabateus desenhavam tipo uma escada, cujos degraus levariam seus espíritos ao céu.

petra1

Tumba de uma família:
Cada coluna ao alto faz referência a um dos membros do clã
Foto: magari blu

O highlight de Petra é a Câmara do Tesouro. A monumental fachada permanece até hoje super bem conservada, por estar esculpida realmente dentro da montanha, o que a protege das chuvas e erosões naturais. A entrada não é permitida, mas ela nem se faz necessária. Dá para gastar longos minutos parado ali na frente, só observando cada detalhe. É magnífico!

IMG_0865

A emoção de ver o Tesouro surgir entre a fenda é enorme!
Foto: magari blu

IMG_0869

A Câmara do Tesouro: espetáculo esculpido na montanha de pedra
Foto: magari blu

Seguindo pelo sítio arqueológico, diversas tumbas e urnas estão disponíveis para visitação por dentro e por fora. Dá para visitar também o teatro romano. É uma caminhada muito, muito bonita.

IMG_0889

As urnas no meio da montanha
Foto: magari blu

IMG_0886

O interior de uma caverna:
A formação colorida na rocha é de cair o queixo!
Foto: magari blu

IMG_0896

Grande Templo em Petra
Foto: magari blu

IMG_0887

Teatro romano em Petra
Foto: magari blu

IMG_0898

As construções quase que somem nas montanhas
Foto: magari blu

IMG_0860

Teriam os nabateus esculpido elefantes na pedra?
Aparentemente não… Um lindo toque da própria natureza!
Foto: magari blu

Os mais animados podem encarar os 800 degraus que levam até o Monastério. O trajeto é árduo e exige boa forma. Acabamos não indo até lá, mas dizem que o esforço vale a pena.

No alto, o Monastério
Foto: Reprodução/Wikipedia

Cansou de andar? A volta nos burrinhos até o Tesouro são divertidas e as pernocas aproveitam para relaxar. 😉

IMG_0885

Os burrinhos são uma boa opção para quem se cansar no trajeto em Petra
Foto: magari blu

IMG_0884

Dá para passear também de dromedário em frente ao Tesouro
Foto: magari blu

– Petra by night

São 1.800 velas iluminando os caminhos de Petra à noite. O passeio Petra by night leva até o Tesouro, onde acontecem apresentações de música comandadas pelos beduínos. Participei dessa visita na primeira noite e conheci Petra de dia na manhã seguinte. Foi interessante ter essa experiência, o friozinho na barriga de não saber o que esperar, o charme das velas que iluminam só detalhes e depois ficar totalmente embasbacada ao ver Petra na luz do dia!

IMG_1168

Petra by night:
A imensidão de velas acesas iluminando o caminho
Foto: magari blu

Petra by night acontece todas as segundas, quartas e quintas às 20h30 – portanto, tente agendar sua estada na cidade em um desses dias da semana.

*Onde ficar?

– Mövenpick Resort Petra

É o hotel que hospedou o Magari blu na viagem a Petra – e que foi nosso preferido por lá. Para começar, a localização é super privilegiada, pois está a poucos passos da entrada do sítio arqueológico. Além disso, o hotel é bem charmoso, todo trabalhado no estilo árabe, com detalhes em madeira e mosaico. São 183 quartos reformados e confortáveis.

movenpick1

Interior do Mövenpick
Foto: magari blu

movenpick2

Detalhe da decoração com imóveis feitos de mosaico
Foto: magari blu

O teto no bar do Mövenpick Foto: magari blu

O teto no bar do Mövenpick
Foto: magari blu

Mais detalhes do bar do hotel Foto: magari blu

Mais detalhes do bar do hotel
Foto: magari blu

Onde encontrar:
www.moevenpick-hotels.com

– Petra Merriott Hotel

O hotel existe desde 1995 e em 2001 passou a fazer parte da rede Merriott. São 100 quartos e uma suíte, no meio das montanhas. A vista é linda, linda. Dá para ver Petra do alto. Para ir até o sítio arqueológico, leva cerca de 10 minutos de táxi.

merriott petrqa

A piscina do Merriott no topo da montanha
Foto: magari blu

Onde encontrar:
www.marriott.com

– Guest House

O hotel é mais simples do que os indicados acima e, por isso, tem um preço bacana. O diferencial é que está localizado literalmente na porta do sítio arqueológico e pode ser uma boa opção para quem ficará pouco tempo em Petra e não quer gastar muito com a hospedagem.

petra-guesthouse-entrance

Guest House
Foto: Reprodução/TripAdvisor

Onde encontrar:
www.guesthouse-petra.com

– Taybet Zaman

A 12 km de Petra, o hotel está localizado num antigo vilarejo chamado Taybet. É ideal para aqueles que curtem experiências genuínas, já que é todo feito de pedra, contrastando com portas e janelas verde-água. Parece que estamos numa vilinha de antigamente. É bem charmoso.

taybet01

Taybet Zaman
Foto: magari blu

taybet02

Mais detalhes da parte externa do hotel
Foto: magari blu

As acomodações são mais rústicas que as do Mövenpick e do Merriott, e vale pedir pelos quartos reformados com varandinha.

IMG_0951

A maior parte das acomodações segue o estilo mais rústico
Foto: magari blu

IMG_0954

Os quartos reformados são a pedida no Taybet Zaman
Foto: magari blu

Onde encontrar:
www.taybetzaman.jordantourismresorts.com

*Onde comer?

– The Basin

É a opção para almoço dentro do sítio arqueológico e é comandado pelo hotel Crowne Plaza.

IMG_0902


Foto: magari blu

– Petra Kitchen

Um programa divertido para o jantar é agendar o Petra Kitchen, onde você faz aula de culinária árabe e, depois, testa o resultado!

IMG_0904

Aula de culinária na Petra Kitchen
Foto: magari blu

Onde encontrar:
www.petrakitchen.com

– Al Qantarah

Para jantar, o Al Qantarah é ótimo. Peça makloubeh, prato típico da Jordânia tipo um “mexidão”, com arroz, carne de carneiro e amêndoas. O comida é desenformada à mesa, e, por isso, o nome makloubeh, que significa de ponta-cabeça!

makloubeh

Makloubeh e o ambiente do Al Qantarah
Foto: Divulgação

Onde encontrar:
www.al-qantarah.com

– Cave Bar 

Cave Bar, adjacente ao Guest House, é um bar que fica dentro da pedra. Mais especificamente, em uma tumba de 2.000 anos! Vale a visita à noite após o jantar para fumar arguille.

IMG_0810

Cave Bar: o bar localizado dentro de uma tumba!
Foto: magari blu

*O que levar?

Como disse, a caminhada por Petra é sempre puxada. Portanto, dispense sandálias ou sapatilhas e vá de tênis. Tênis de ginástica mesmo, bem confortável. As roupas também devem ser leves para encarar o passeio. Nós fomos no outono (novembro) e, ainda assim, fazia muito calor em Petra. Ah, e não se esqueça da máquina fotográfica! Vale cada registro.

*Clique aqui para ler mais dicas da Jordânia!

Ana Maria Junqueira está sempre viajando pelo mundo. É editora do Magari blu, consultora em viagens e a embaixadora de viagens da Perrier no Brasil.