Tour Jordânia: Monte Nebo e Rio Jordão

Magari blu embarcou numa viagem por 10 dias pela Jordânia, passando por mares, rios, montanhas e desertos, descobrindo locais incríveis que devem entrar na lista de desejos de qualquer viajante. Continuamos nosso tour visitando o Monte Nebo e o Rio Jordão.

A escolha de Monte Nebo e Rio Jordão juntos hoje por aqui não é por acaso e, apesar de eles poderem ser visitados no mesmo dia, não é essa a única razão de serem reunidos no mesmo texto. É que são dois locais de extrema importância para os cristãos e católicos e destino de milhares de peregrinos todo ano. Conto o porquê.

O Monte Nebo é onde se acredita que tenha morrido Moisés, em busca da Terra Prometida. Teria ele chegado em seu topo e avistado a terra que tanto buscava em vida. Ali está o mausoléu em sua homenagem, além de monumento ao Papa João Paulo II, que fez uma visita em 2000 durante peregrinação à Terra Santa.

IMG_0956

Monte Nebo
Foto: magari blu

IMG_0964

Mausoléu de Moisés
Foto: magari blu

O local está a 46 km de Jerusalém e 27 km de Jericó, a cidade mais antiga do mundo. Quando o tempo está limpo, como em abril, na primavera, se enxerga a Mesquita da Cúpula de Ouro de Jerusalém.

IMG_0695

A distância do Monte Nebo para outras cidades
Foto: magari blu

O Monte Nebo está a cerca de 700 metros de altitude, e a apenas 20 minutos dali fica o Mar Morto, a – 409 metros do nível do mar (o ponto mais baixo do mundo). Isso é muito interessante na Jordânia, pois em pouco tempo a gente passa de uma região para outra, mudando completamente a paisagem e a altitude.

IMG_0961

Vista do Monte Nebo para a Terra Santa:
Em pensar que Moisés parou por ali e teve a mesma vista…
Foto: magari blu

Para o Monte Nebo foram levados mosaicos antiquíssimos de outras igrejas e que estão lá armazenados e protegidos por uma tenda feita de lã de dromedário (sabia que na Jordânia não tem camelos, só dromedários?). Essa tenda não deixa a chuva entrar e protege as peças da deterioração.

IMG_0688

A tenda feita com lã de dromedário para proteger os mosaicos
Foto: magari blu

IMG_0689

Um dos mosaicos antigos no interior da tenda
Foto: magari blu

A apenas 25 minutos dali, está o Rio Jordão, local onde Jesus foi batizado e que está na Terra Santa. O rio desagua no Mar Morto e delimita parte da fronteira entre Jordânia e Israel. As visitas podem ser feitas em ambos os países. Diversas igrejas modernas foram construídas ali perto, em território jordaniano, de onde sai a trilha a pé até o rio.

IMG_0722

Chegada ao Rio Jordão
Foto: magari blu

IMG_0718

Imagem de Jesus sendo batizado
Foto: magari blu

Durante a nossa visita, o rio estava baixo, e o exato local que foi reconhecido como aquele do batismo de Jesus estava seco. Mas a alguns metros adiante, a partir do deck de madeira é possível tocar o rio, e até se banhar nele.

IMG_0717

O local de batismo de Jesus: na época das cheias, o rio ainda chega até aqui
Foto: magari blu

Algumas pessoas fazem o ritual de batismo com roupas brancas. Dá para mergulhar, ficar o tempo que quiser, encher uma garrafa com a água do rio Jordão para levar para casa. Só não pode atravessar uma determinada distância, pois ali é a fronteira com Israel. No lado de lá, um oficial armado até os dentes fica todo o tempo ligado nos visitantes de ambos os países. Portanto, cuidado!

IMG_0723

E este é o Rio Jordão!
Logo ali na frente (mesmo), Israel
Foto: magari blu

Durante a nossa visita, não havia mais nenhum visitante no lado da Jordânia, porque chegamos quando a entrada estava prestes a fechar no fim do dia (por volta das 17h). Isso foi ótimo, pois aproveitamos tranquilamente nosso momento no rio. À nossa frente, do lado de Israel, algumas pessoas ainda chegavam. Um grupo de freiras e religiosos africanos rezaram e cantaram à margem do rio. A distância é tão curta que se ouve tudo nitidamente. Foi lindo!

IMG_1043

Uma grande emoção tocar as águas do rio onde Jesus foi batizado
Foto: magari blu

No local, há um vestiário bem deteriorado, mas que serve como ponto para se trocar, caso tenha entrado na água. Não são disponibilizados toalhas e nem toaletes.

É uma experiência e tanto estar em locais como o Monte Nebo e o Rio Jordão, pisar no solo em que Moisés pisou e se molhar e se benzer no rio que batizou Jesus Cristo. Foi uma jornada comovente, que arrancou lágrimas de todos, e por isso recomendo que reserve um dia para conhecer esses lugares durante a sua viagem para a Jordânia. De lá, uma boa opção é seguir para o Mar Morto, num trajeto de somente 15 minutos.

*Confira mais dicas da Jordânia aqui!

Ana Maria Junqueira está sempre viajando pelo mundo. É editora do Magari blu, consultora em viagens e a embaixadora de viagens da Perrier no Brasil.