Tour de Vespa em Roma

Roma é a minha cidade preferida no mundo – foi onde morei por pouco mais de um ano em 2011, a cidade que melhor conheço (além da minha São Paulo) e que, mesmo assim, continua me surpreendendo com novas descobertas e sensações.

Na minha última visita à cidade eterna, decidi deixar um pouco de lado o circuito básico do centro histórico a pé (que eu adoro, mas já conheço) e agendei um tour de Vespa! A ideia é chegar até locais fora do miolo do centro, mais distantes, com acompanhamento de um guia e suas preciosas explicações e, ainda, ter a liberdade de sentir o ventinho no rosto e percorrer Roma como os romanos fazem, “de “motorino”!

O ponto de partida do tour de Vespa Foto: Ana Maria Junqueira

O ponto de partida do tour de Vespa
Foto: Ana Maria Junqueira

O tour que escolhi teve 4 horas de duração, que é o recomendado pelo guia para percorrermos e aprendermos com calma todo o programa do passeio (com um intervalo para um café italiano). Dá para reduzir para 3 horas também, se quiser.

Coliseu visto do tour de Vespa por Roma Foto: Ana Maria Junqueira

Coliseu visto do tour de Vespa por Roma
Foto: Ana Maria Junqueira

O tour passa por diversas atrações, onde paramos e descemos para ouvir mais sobre sua história, e não inclui o ingresso nelas. Alguns pontos por onde passamos: Coliseu, Circo Massimo, Termas di Caracalla, via Appia Antica, Pirâmide, Aventino, Gianicolo, Piazza Navona, entre outros. São pontos cheios de história e que rendem belíssimas fotos.

Circo Massimo Foto: Ana Maria Junqueira

Circo Massimo
Foto: Ana Maria Junqueira

Roma vista a partir do Aventino Foto: Ana Maria Junqueira

Roma vista a partir do Aventino
Foto: Ana Maria Junqueira

Roma vista a partir do Gianicolo Foto: Ana Maria Junqueira

Roma vista a partir do Gianicolo
Foto: Ana Maria Junqueira

Você pode fazer o tour dirigindo a Vespa ou de carona com o guia. A ressalva importantíssima é que dirigir moto em Roma exige experiência sobre 2 rodas e no trânsito caótico, pois, como você já deve ter ouvido falar ou visto pessoalmente, por ali os motoristas não respeitam tanto as motos, e nem as motos os carros, então a atenção tem que estar no seu mais alto nível o tempo todo – o que pode cansar e estressar quem não está habituado, além do risco de um desnecessário acidente. Portanto, na dúvida, escolha o tour na moto do guia e só vá apreciando a paisagem.

Os pinheiros-bravo (pino marittimo), que são a cara de Roma Foto: Ana Maria Junqueira

Os pinheiros-bravo (pino marittimo), que são a cara de Roma
Foto: Ana Maria Junqueira

Fiz o tour em uma motinho com meu marido pilotando, e ele tem bastante experiência. Eu, como carona, adorei, porque pude curtir sem nenhuma preocupação as 4 horas de tour.

Caso já dirija moto e opte por conduzir a sua própria, sugiro escolher um modelo com vidro de parabrisa e um capacete com viseira para ficar mais confortável. Se for na garupa do guia, apenas o capacete com viseira ou então com óculos escuros é suficiente.

Tour de Vespa em Roma: na via Appia Antica Foto: Ana Maria Junqueira

Tour de Vespa em Roma: na histórica e cinematográfica via Appia Antica
Foto: Ana Maria Junqueira

Os tours são privativos e fazem parte do portfolio da nossa agência Magari Blu Viagens. Consulte-nos!

Fale conosco para organizar a sua viagem:

[email protected] 

Ana Maria Junqueira está sempre viajando pelo mundo. É editora do Magari Blu, consultora na Magari Blu Viagens e a embaixadora de viagens da Perrier no Brasil.