Tóquio e arredores

Vivendo na Ásia por Luiza Rodas

O Japão é um país incrível! Extremamente limpo, organizado e moderno, é o país mais seguro que já conheci, onde as pessoas são sempre educadas e respeitosas.

Devido a hábitos culturais milenares, os japoneses são discretos, não falam alto, e costumam ser programados e organizados – por isso, em alta temporada de viagem, é bom marcar com uma certa antecedência, pois hotéis e voos podem estar cheios.

O bom funcionamento do país impressiona. O sistema de trens é muito eficiente e surpreende pela estrutura.

Estive lá na época das cerejeiras, que ficam lindas e florescem por pouco mais de uma semana, o que normalmente acontece no final de março ou início de abril. Vale a pena checar a data certa no ano e tentar encaixar nos planos!

Cerejeiras Foto: Luiza Rodas

Cerejeiras
Foto: Luiza Rodas

Uma dica importante e muito útil é o RailPass (JR Pass), que é vendido apenas para estrangeiros e fora do Japão (uma vez lá não se pode mais comprar!). É um passe de trem que permite que embarcar em quase todos os trens (inclusive o Shinkansen, o famoso trem-bala), que são bem caros comprados separadamente. Isso possibilita conhecer várias cidades com o preço que seria de apenas um trajeto!

Pode-se encontrar no Centro de Visto Japonês em São Paulo, que auxilia na obtenção do visto (outro aviso importante: brasileiros precisam de visto para o Japão).

Trem bala Foto: Luiza Rodas

Shinkansen – Trem bala
Foto: Luiza Rodas

No meu trajeto, Tóquio como ponto de partida, seguido de Kyoto, passando por Monte Fuji, Nagoya, Hiroshima, Nara e Osaka. Confira:

TÓQUIO

Tóquio é uma cidade vibrante, cosmopolita e organizada. Tem muito pra se ver e cada cantinho e detalhe da cidade é interessante!

Por exemplo, é muito comum encontrar lá restaurantes onde você escolhe o prato em uma maquininha na entrada, coloca o dinheiro, e depois apenas entrega a fichinha para a pessoa do balcão te servir o prato escolhido. É uma forma de poupar bastante tempo, principalmente para quem vive na correria de trabalho em Tóquio. Não deixe de provar o “Ramen“, noodles tradicionais da cidade que vem com uma sopinha e são muito bom.

Maquininha de comprar comida em Tóquio Maquininha de comprar comida em Tóquio Foto: Luiza Rodas

Maquininha de comprar comida em Tóquio
Foto: Luiza Rodas

Restaurante típico pelas ruas de Tóquio Foto: Luiza Rodas

Restaurante típico pelas ruas de Tóquio
Foto: Luiza Rodas

Shibuya

O maior cruzamento de carros do mundo, onde foram gravadas cenas do filme “Velozes e Furiosos”. A região de Shibuya conta com vários restaurantes, lojas e prédios.

Vale a pena dar uma andada e observar o movimento de pessoas e carros pelo local. Lá também está a estátua do cachorro Hachiko, o akita cuja história de lealdade ao dono inspirou o filme “Sempre ao seu Lado”, com Richard Gere.

Shibuya Foto: Luiza Rodas

Shibuya
Foto: Luiza Rodas

Hachiko: em Shibuya Foto: Luiza Rodas

Hachiko: em Shibuya
Foto: Luiza Rodas

Shibuya Foto: Luiza Rodas

Shibuya
Foto: Luiza Rodas

Maior cruzamento do mundo em Shibuya Foto: Luiza Rodas

Maior cruzamento do mundo em Shibuya
Foto: Luiza Rodas

Harajuku

Uma rua extensa em frente à estação de metrô que leva o mesmo nome, onde estão diversas lojas com artigos exóticos, como roupas, acessórios, decoração e outras coisas. Sempre lotada, a rua é famosa por ser encontro de vários fashionistas com looks originais e estilo moderno.

Templo Meiji

Fica em um parque próximo à Harajuku, e é um templo aberto, em meio à natureza. Não é muito grande e não tão bonito se comparado com o Senzo-Ji (veja logo abaixo), mas vale a pena dar uma passada.

Templo Meiji  Foto: Luiza Rodas

Templo Meiji
Foto: Luiza Rodas

Templo Meiji  Foto: Luiza Rodas

Templo Meiji
Foto: Luiza Rodas

Templo Meiji  Foto: Luiza Rodas

Templo Meiji
Foto: Luiza Rodas

Asakusa

Bairro histórico da cidade, onde fica o Templo Senzo-Ji, o mais antigo de Tóquio. Tem um jardim japonês ao redor e uma Pagoda.

Para chegar até ele passa-se por um corredor de lojinhas típicas e movimentadas. Além disso, em Asakusa vale a pena caminhar à beira do rio e visitar alguns restaurantes tradicionais de comida local. Recomendo dar uma passada no Centro de Informações Culturais de Asakusa que é destinado a turistas; fica em frente ao metrô e fornece mapas e conta com pessoas bem informadas sobre o local.

Senzo-Ji Temple em Asakusa Foto: Luiza Rodas

Senzo-Ji Temple em Asakusa
Foto: Luiza Rodas

Senzo-Ji Temple em Asakusa Foto: Luiza Rodas

Senzo-Ji Temple em Asakusa
Foto: Luiza Rodas

Senzo-Ji Temple em Asakusa Foto: Luiza Rodas

Senzo-Ji Temple em Asakusa
Foto: Luiza Rodas

Senzo-Ji Temple em Asakusa Foto: Luiza Rodas

Senzo-Ji Temple em Asakusa
Foto: Luiza Rodas

Tsukiji

O maior mercado de peixe do mundo, lá é possível encontrar a maior variedade de peixes e frutos do mar. Para quem se interessar, há o leilão pela manhã, por volta de 5h, quando apresentam as melhores pescas do dia e os mercadores fazem as ofertas.

Se v0cê gosta de comida japonesa, é o lugar ideal para degustar um sashimi fresquinho, cortado na hora!

Obs: verificar os dias de abertura, pois ele fecha um dia da semana.

Tsukiji - Fish market Foto: Luiza Rodas

Tsukiji – Fish market
Foto: Luiza Rodas

Tsukiji - Fish market Foto: Luiza Rodas

Tsukiji – Fish market
Foto: Luiza Rodas

Tsukiji - Fish market Foto: Luiza Rodas

Tsukiji – Fish market
Foto: Luiza Rodas

Hamarikyu Gardens

Imenso jardim japonês, muito bem preservado, com um lago no meio, e diferentes tipos de plantas. Vale a pena conhecer.

Logo em frente há um prédio comercial chamado Dentsu  recomendo subir no 46o andar, de onde se tem uma vista bonita da cidade e do parque. Há alguns restaurantes neste piso também, então é possível sentar e comer apreciando a vista.

Hamarikyu Garden Foto: Luiza Rodas

Hamarikyu Garden
Foto: Luiza Rodas

Hamarikyu Gardens e cerejeiras Foto: Luiza Rodas

Hamarikyu Gardens e cerejeiras
Foto: Luiza Rodas

Hamarikyu visto de cima do Dentsu Building Foto: Luiza Rodas

Hamarikyu visto de cima do Dentsu Building
Foto: Luiza Rodas

Ginza

Famoso centro de compras com as marcas mais conceituadas do mundo. A região é bonita e muito bem cuidada (como quase tudo no Japão), e vale a pena passear e comer por lá.

Roppongi

Conhecida pela vida noturna movimentada, é a zona dos principais bares e baladas. Ainda em Roppongi fica a Tokyo Tower, a torre de TV da cidade, e é possível subir e ter a vista panorâmica de Tóquio, um programa bem turístico.

Tokyo Tower Foto: Luiza Rodas

Tokyo Tower
Foto: Luiza Rodas

MONTE FUJI

Para escalar o Monte Fuji e ver o nascer do sol lá de cima, é preciso visitar o Japão em uma época específica do ano (normalmente é em torno de agosto/setembro), porém há muitos lagos ao redor do monte e é muito bonito avistar seu reflexo em um deles!

Fica a menos de uma hora de Tóquio e é possível fazer um tour de um dia e voltar. Se você for (bem) acompanhado, há boas opções de hotéis em Hakone, que contam com ofurôs em frente ao lago e ao monte!

Fui de trem até Fuji e de lá saem ônibus até Kawaguchiko, uma cidade bem aconchegante e com um lindo lago rodeado de cafés.

Há um trem que leva até o Chureito Pagoda, de onde se tem uma vista do Monte Fuji que parece um quadro, mesclando a pagoda e o monte ao fundo.

Kawaguchiko Foto: Luiza Rodas

Kawaguchiko
Foto: Luiza Rodas

Kawaguchiko Foto: Luiza Rodas

Kawaguchiko
Foto: Luiza Rodas

Chureito Pagoda Foto: Luiza Rodas

Chureito Pagoda
Foto: Luiza Rodas

NAGOYA

Nagoya fica na metade do caminho entre Tóquio e Kyoto e é famosa pela gastronomia típica japonesa.

Castelo de Nagoya

O castelo é a principal atração da cidade, foi todo restaurado e por isso parece muito novo, mas é bonito tanto por fora quanto por dentro. Lá conhecemos as salas onde tradicionais cerimônias japonesas eram realizadas e também há exposição de objetos de época.

Castelo de Nagoya Foto: Luiza Rodas

Castelo de Nagoya
Foto: Luiza Rodas

Castelo de Nagoya Foto: Luiza Rodas

Castelo de Nagoya
Foto: Luiza Rodas

Castelo de Nagoya Foto: Luiza Rodas

Castelo de Nagoya
Foto: Luiza Rodas

Castelo de Nagoya Foto: Luiza Rodas

Castelo de Nagoya
Foto: Luiza Rodas

Curiosidade: além de extremamente limpo, o Japão conta com banheiros públicos luxuosos! Quase todos os banheiros, mesmo em estações de metrô, trocam o assento depois de cada uso, têm assento aquecido e ainda tocam uma musiquinha de água caindo quando você entra. 🙂

*Leia aqui mais dicas do Japão.

Luiza Rodas é formada em Relações Internacionais pela PUC/SP e ama viajar. Atualmente trabalha como modelo na Ásia e sempre que pode está rodando pelo continente para descobrir novidades. Ela conta aqui no Magari blu as suas impressões sobre a vida na Ásia, além de dicas valiosas e práticas para os viajantes.