Tchoban Foundation em Berlim

Dicas de Berlim por Laura Ammann

A Fundação Tchoban, na região de Prenzlauer Berg, em Berlim, é um museu com um recorte interessante. Não é um museu de arquitetura, tampouco um museu de desenhos, mas um museu de desenhos arquitetônicos (Museum für Architekturzeichnung). O dono do acervo da Fundação Tchoban, cuja parte constitui, desde 2013, a coleção do museu, é o arquiteto russo-alemão Sergej Tchoban. Tchoban nasceu na antiga Leningrado, hoje, São Petersburgo, e, além de colecionador de desenhos, é também desenhista ele próprio.

Exterior do prédio do Museu de Desenhos Arquitetônicos
Fundação Tchoban
Foto: Laura Ammann

A arquitetura do próprio museu, desenhada pelo escritório de Tchoban em Moscou, já é uma das suas atrações. O prédio pequeno de poucos andares parece, de fora, uma pilha de blocos empilhados um sobre o outro; uma maneira de otimizar o restrito espaço de 450 metros quadrados. O seu exterior contém trechos de desenhos arquitetônicos gravados na sua estrutura clara cor de areia e janelas são quase inexistentes. No topo do prédio, um grande bloco de paredes e teto de vidro. A estrutura na sua totalidade abriga a recepção e uma biblioteca, dois andares que alternam quatro exposições ao ano, e a reserva técnica, acessível a pesquisadores mediante registro prévio. O último andar de vidro, onde fica o escritório da fundação, é reservado a reuniões.

Exterior do prédio do Museu de Desenhos Arquitetônicos
Fundação Tchoban
Foto: Laura Ammann

Recepção no Museu de Desenhos Arquitetônicos
Fundação Tchoban
Foto: Laura Ammann

A Fundação Tchoban fica em Pfefferberg, terreno de uma antiga cervejaria que é hoje um dos pontos mais queridos da região. Alguns restaurantes e bares, uma companhia de teatro e o Biergarten no verão têm Pfefferberg como endereço, além dos estúdios de artistas de peso como Ai Weiwei e Olafur Eliasson.

Uma das entradas de Pfefferberg, antiga cervejaria
Foto: Laura Ammann

A história da antiga cervejaria começa no século 18, quando Berlim passava por um forte desenvolvimento industrial. Nesse cenário fértil aumentou-se o número de empresários interessados na região, e em meados do século 19 o terreno de Pfefferberg foi comprado e a cervejaria construída. A produção de cerveja continuou até a divisão da Alemanha, passando por duas pausas durante as duas guerras. Em regime comunista Pfefferberg era gráfica e editora de propaganda política e somente após a década de 1990 passou-se a pensar em usos culturais do lugar.

Vista da rua do Museu de Desenhos Arquitetônicos
Fundação Tchoban
Foto: Laura Ammann

A visita à Fundação Tchoban, portanto, não se restringe ao seu prédio. Até o dia 12 de fevereiro estará em cartaz uma retrospectiva do arquiteto inglês Peter Cook, homenageando seus 80 anos, completos em outubro do ano passado. Cook foi membro do Archigram Group, criado em 1961, e é responsável pelo desenho de museus e teatro na Inglaterra, Itália e Áustria (Viena e Graz), entre outros países não-europeus como Taiwan e Austrália. Os trabalhos de Cook expostos atualmente no museu vão desde desenhos da sua juventude até experimentos urbanísticos utópicos. Difícil dizer, no caso de Cook, onde está o limite entre arquitetura e arte ou entre funcionalidade e design.

Exposição retrospectiva do arquiteto britânico Peter Cook
Foto: Laura Ammann

Fale conosco para organizar a sua viagem:

[email protected]

Formada em Produção Editorial e especialista em Museologia e Curadoria, Laura Ammann é co-fundadora do projeto Arte Conceituando, que publica entrevistas sobre arte, e é mestranda em História da Arte pela Universidade Humboldt. Laura é de São Paulo, mora em Berlim e traz as suas dicas no Magari Blu.