Suíça Italiana: Lugano

Por Teresa Perez Tours

Completando nosso giro pela Suíça, vamos conhecer a região onde se fala italiano e, em especial, a cidade de Lugano!

É no sul da Suíça onde se mostra seu lado mais descontraído, informal.

A começar pelo clima e pela natureza. O sol brilha de janeiro a janeiro. As principais cidades se localizam às margens dos grandes lagos da região e aos pés de imensas montanhas.

Em razão dessa paisagem e do céu sempre azul, Lugano é apelidada de “Rio de Janeiro da Europa” – a atmosfera da Suíça italiana, na realidade, está mais para mediterrânea do que para tropical!

Foto: Teresa Perez Tours

Os cafés das piazze (praças) costumam ficar cheios de pessoas que se sentam em grupo nas mesas ao ar livre para bater papo. Ouve-se um burburinho que não é comum no resto do país. Os restaurantes do sul da Suíça, por fim, também têm um quê de informalidade. Servem a mesma culinária da vizinha Itália: simples, caseira, saborosa.

Lugano não está no litoral, mas passa aquela deliciosa sensação de ser uma cidade mediterrânea: o imenso lago de águas calmas, com iates navegando lentamente, as montanhas verdes que se erguem a partir da beira d’água, o clima primaveril… Caminhar à beira do Lago de Lugano e subir de funicolare ao topo do Monte Brè ou do Monte San Salvatore são as melhores formas de contemplar a cidade.

Explorar a Lugano cosmopolita é outra experiência e tanto. No centro histórico, é irresistível a tentação de sentar-se numa piazza para tomar um café e observar o vaivém de pessoas. Ali perto, abre-se a Via Nassa, rua de boutiques de renome mundial, e localiza-se o Gabbani, o sofisticado mercado de pães, salames, queijos, vinhos e flores.

Foto: Teresa Perez Tours

Nos arredores de Lugano, Gandria merece uma visita. Trata-se de um pitoresco vilarejo de ruelas, escadarias e casas floridas – enfeitadas, mais especificamente, com gerânios vermelhos. Um breve passeio de barco separa Gandria de Lugano.

 

*Onde comer (e onde beber)?

No melhor estilo italiano, os grotti – as rústicas cantinas do sul da Suíça – mostram que os mais saborosos pratos podem ser os mais simples.

Seus cardápios orgulhosamente oferecem polenta, risoto, coelho e salames caseiros. Para cada um, o garçom saberá recomendar o vinho – suíço – mais apropriado.

Foto: Teresa Perez Tours

A Suíça italiana, aliás, é mundialmente famosa pelos vinhos da região de Ticino. Vinícolas ao redor do Lago de Lugano abrem seus tonéis para que os visitantes experimentem a produção local.

O sabor do merlot fica ainda mais marcante quando é provado com o queijo gruyère, especialidade da Suíça francesa.

Onde encontrar:

I Vini di Guido Brivio
Via Vignoo, 3, Mendrisio
Tel.: + 41 (0) 91 640 5555

 

*Onde ficar?

VILLA PRINCIPE LEOPOLDO HOTEL & SPA

O Villa Principe Leopoldo fica numa zona residencial de Lugano, bem diante do lago e das montanhas, num clima de completa tranquilidade.

O hotel se divide em dois: a villa, um elegante palacete histórico, e a residence, uma construção moderna em art déco.

Villa Principe Leopoldo Hotel & Spa
Foto: Reprodução

Onde encontrar:
www.leopoldohotel.com