Shinta Mani Club em Siem Reap

15/03/2016

Siem Reap é uma cidade muito bem abastecida de hotéis – impressiona a quantidade e o tamanho das opções na cidade. Dentre eles, o hotel boutique Shinta Mani Club tem uma pegada mais intimista e sofisticada. Foi o hotel que escolhi para o Cambodia na viagem #magariblunaasia.

Shinta Mani Club Foto: Divulgação

Shinta Mani Club
Foto: Divulgação

O diferencial já começa no check in. Além de ter sido recebida pessoalmente pelo próprio gerente do hotel, os hóspedes recebem um livro emprestado sobre Angkor Wat para estudar um pouco mais antes de explorar o templo e, ainda, um celular com chip para usar na estadia. Tudo isso junto a um refrescante welcome drink.

Welcome drink Foto: Ana Maria Junqueira

Welcome drink
Foto: Ana Maria Junqueira

Com decoração sóbria e tons escuros, velas em diferentes formatos e tamanhos iluminam os corredores, junto a rebuscados arranjos de flores cor de rosa.

Os arranjos de flores do Shinta Mani Club Foto: Ana Maria Junqueira

Os arranjos de flores do Shinta Mani Club
Foto: Ana Maria Junqueira

Shinta Mani Club Foto: Ana Maria Junqueira

Shinta Mani Club
Foto: Ana Maria Junqueira

São apenas 39 quartos contemporâneos projetados pelo renomado arquiteto Bill Bensly. Todos eles têm elementos do templo Angkor Wat utilizados de maneira inusitada e criativa, como fotos no teto sobre a cama.

Detalhe para a foto no teto Foto: Divulgação

Detalhe para a foto no teto
Foto: Divulgação

Deluxe Room Foto: Divulgação

Deluxe Room
Foto: Divulgação

É uma delícia dar uma relaxada e ler um livro junto à piscina, que fica no pátio interno do hotel, depois de um dia intenso de passeio pelos templos. Quando você menos espera, chega uma guloseima cortesia à beira da água, como sorvete de casquinha.

Piscina do Shinta Mani Club Foto: Divulgação

Piscina do Shinta Mani Club
Foto: Divulgação

Piscina do Shinta Mani Club Foto: Ana Maria Junqueira

Piscina do Shinta Mani Club
Foto: Ana Maria Junqueira

No restaurante Kroya é servido o café da manhã e também almoço e jantar. Um dos detalhes que mais me impressionaram é que, na varanda, as mesas são substituídas por deliciosas camas de balanço para até 4 pessoas. Super cool!

As camas de balanço no restaurante Kroya Foto: Ana Maria Junqueira

As camas de balanço no restaurante Kroya
Foto: Ana Maria Junqueira

Interior do restaurante Kroya Foto: Divulgação

Interior do restaurante Kroya
Foto: Divulgação

Em frente à entrada estão tuk tuks do hotel, que levam os hóspedes para jantar ou passear pela cidade por cerca de USD 1 por pessoa.

Do outro lado da rua, está o Shinta Mani Resort, pertencente à mesma rede. Lá são 62 quartos em torno de uma agradável piscina. É uma opção para quem gosta de hotéis maiores.

Os hotéis promovem a feirinha Made in Cambodia Market, com uma curadoria do que há de melhor no artesanato local. Vale um passeio se você estiver em Siem Reap em um sábado, domingo, terça ou quinta (das 16h às 21h) – eu tive a sorte de estar lá em um fim de semana. A entrada é franca e o mercado acontece no Shinta Mani Resort.

Made in Cambodia Market Foto: Divulgação

Made in Cambodia Market
Foto: Divulgação

Na rua do hotel, ainda, estão instaladas galerias de arte e lojas de decoração e design bem interessantes, com peças assinadas.

Por fim, não posso deixar de mencionar também o incrível trabalho que fazem com a comunidade local por meio da Shinta Mani Foundation, que desde 2004 tem programas de educação e treinamento a jovens cambojanos.

Testado e super aprovado por Magari Blu!

Fale conosco para organizar a sua viagem:

[email protected] 

Ana Maria Junqueira está sempre viajando pelo mundo. É editora do Magari Blu, consultora em viagens e a embaixadora de viagens da Perrier no Brasil.