Rota dos Vulcões no Equador

Viagens pela América Latina por Roberto Farkas Bitelman

Na minha última passagem pelo Equador, fui para as Ilhas Galápagos por 5 dias, depois passei 2 dias na capital Quito e me sobravam ainda 2 noites antes de voltar para casa. Depois de algumas pesquisas e várias recomendações, resolvi conhecer a Rota dos Vulcões, em especial a região do Vulcão Cotopaxi, o mais emblemático do Equador.

RFB HDA. SAN AGUSTIN 30

Rota dos Vulcões: o vulcão Cotopaxi
Foto: Divulgação

A apenas 1 hora e meia ao sul de Quito, cheguei numa fazenda maravilhosa, chamada Hacienda San Agustin de Callo, que está no pé do vulcão. A vista é de tirar o fôlego. Ali pude fazer uma série de atividades ao ar livre, como caminhar, andar a cavalo, de bicicleta… E também me impressionei com a cultura local dos pequenos vilarejos que formam a região.

RFB HDA. SAN AGUSTIN 25

Cavalos da Hacienda San Agustin
Foto: Divulgação

Weekly market

Nativa no mercado
Foto: Divulgação

Apesar de estar tão próxima de Quito, a zona é pouco explorada pelo turismo convencional, o que ajuda a preservar os traços autênticos da cultura local.

A Hacienda San Agustin de Callo é a melhor opção de hospedagem do local. Além do visual incrível, ali era um dos pontos de parada dos Incas entre suas 2 capitais – Cusco e Quito. E o hotel manteve alguns muros e paredes da época, o que traz muito, mas muito charme!

RFB Baño Mulalo 4

Um dos banheiros do hotel
Foto: Divulgação

O hotel tem também uma grande plantação de rosas. O Equador, aliás, é o 2º maior produtor de rosas do mundo, atrás apenas da Colômbia. Conhecer essas plantações e entender melhor todo o processo (plantio, colheita, variações, distribuição e exportação) é uma experiência incrível!

Boa viagem!

Onde encontrar:
www.sulhotels.com.br

*Administrador especializado em Comportamento do Consumidor, Roberto Farkas Bitelman está no ramo de viagens há 13 anos e seu trabalho é focado em destinos no Brasil e América Latina. É fundador do selo SUL Hotels, que reúne os melhores hotéis independentes da América Latina, e sócio dos restaurantes Le Jazz em São Paulo. Sua grande paixão é descobrir os melhores lugares para se hospedar, comer e visitar pelo nosso continente e é esse o assunto tratado por Roberto no Magari Blu.