Dicas para uma viagem de praia na Toscana

07/06/2020

Quando estávamos na Toscana, gostaríamos de um destino de praia pois era alto verão – foi julho de 2019. Mas não queríamos descer até a região de Grosseto porque depois teríamos que seguir ao norte para o Lago di Como. Por isso, nossa opção foi Viareggio, que fica no meio do caminho.

Viareggio está na região da Toscana, mas não tem nada a ver com as paisagens bucólicas e de vinhedos que nos vêm à mente quando falamos da região mais famosa da Itália! Por aqui, uma cidade litorânea, em que a areia é tomada por beach clubs para acesso à praia. Ou seja, para curtir a praia, você precisa pagar uma diária em uma das estruturas disponíveis – e é uma atrás da outra para escolher qual você prefere.

Sem dúvida, o beach club melhor frequentado e mais bonito de Viareggio é o Principino (ou “principezinho”, em tradução livre), que pertence ao melhor hotel da cidade, o Principe di Piemonte. O local existe desde 1938 – aliás, você vai reparar que todos os “bagni” da região têm um quê “sessentinha”, são antigos e mantêm suas fachadas da época.

Principino em Viareggio
Foto: Ana Maria Junqueira

Você paga pela diária para aproveitar o dia em uma tenda com duas espreguiçadeiras, duas cadeiras de praia, uma mesa com gaveta (com chave), e a possibilidade de usar a piscina e um vestiário com chuveiro e cofre, além de toalhas de praia. É um esquema bem confortável para aproveitar o verão, ainda mais com crianças – quem sabe de novo em 2021, quando a pandemia passar.

Principino em Viareggio
Foto: Ana Maria Junqueira

O beach club é para uso do hotel ou de hóspedes de outros hotéis que tenham algum tipo de convênio.

Para entrar na piscina, é obrigatório o uso de touca de natação. Isso é prática bem comum por aqui. A nós, brasileiros, é estranho ter que usar touca para mergulhar na água, ainda mais num beach club. Mas pensando na higiene, faz sentido. Você pode usar a sua touca ou comprar uma no Principino.

A piscina do Principino em Viareggio
Foto: Ana Maria Junqueira

Não são todos os beach clubs que têm piscina e restaurante. Por isso, também, no Principino o esquema é bem confortável para curtir um dia de praia, almoçar, passar o dia todo por lá.

Viareggio não tem um centrinho charmoso como a vizinha Forte dei Marmi. A hospedagem em Forte dei Marmi é mais cara e, se deixar para última hora, não conseguirá lugar – foi o que aconteceu conosco. Mas é parada obrigatória para quem está na região.

Forte dei Marmi
Foto: Reprodução

Forte tem uma feira de antiguidades às quartas e aos domingos bem bacana no verão e diversas lojas locais e de grifes internacionais no centrinho, além dos ótimos restaurantes. E, claro, os beach clubs, os “bagni” – é lindo curtir a praia com as montanhas brancas de mármore ao fundo.

Forte dei Marmi
Foto: Reprodução

A cidade leva este nome por causa do forte construído em 1788 pelo grão-duque da Toscana, Leopoldo I, e do mármore que era extraído dos alpes Apuanose embarcado em seu porto. É aqui que muitos milaneses têm casa de veraneio.

Para ir de Viareggio a Forte são cerca de 20 minutos, passando por outras cidadezinhas litorâneas como Lido di Camaiore e Marina di Pietrasanta. É bem facil de se locomover de carro entre elas.

Fale conosco:

[email protected] 

Ana Maria Junqueira é a idealizadora do blog Magari Blu e fundadora da premiada agência de viagens Magari Blu Viagens. Escreve sobre viagens, faz a curadoria de todo o conteúdo que você vê por aqui e organiza roteiros personalizados e reservas.