Organizadores de mala: como usar e em qual tipo de viagem

Os organizadores são necéssaires, bolsinhas e saquinhos próprios para organizar os pertences dentro da mala. Eles podem ser bem úteis, mas, também, ocupam espaço e, dependendo da sua mala e da proposta da sua viagem, podem valer a pena ou não. Mas, afinal, quando usá-los?

Viagens longas que abrangem uma variedade de hotéis – em que você carrega uma bagagem média ou grande – são o melhor tipo de viagem para usar os organizadores de mala.

Você pode colocar o próprio organizador dentro do armário do hotel, sem ter que ficar empilhando um monte de peças – e nem ficar desdobrando sem querer e dobrando de novo ao retirar da mala, fazendo aquela bagunça e amassando as roupas. É o tipo de uso ideal para esses produtos.

A sugestão é usar cada bolsinha para colocar roupas que você espera usar naquele destino ou em uma determinada proposta, como por exemplo, roupas de praia, roupas de noite, e por aí vai. Assim, se você está na praia, pode pegar apenas o organizador com as peças praianas e deixar o restante na mala, para a próxima parada.

Se a sua viagem não tem essa variedade de tipo de destinos, mas, ainda assim, é uma viagem mais demorada, aproveite para usar cada um para um tipo de roupa, como calças, camisetas/blusas, bermudas/shorts e por aí vai. De novo, você tira e volta para a mala sem bagunça e sabe onde encontrar cada peça, sem ter que ficar revirando tudo em cada parada.

Não recomendo separar looks por saquinhos, pois, apesar de facilitar a vida, é uma forma de levar roupa demais! O ideal é você repetir as peças (o cálculo 3 partes de cima para cada parte de baixo é ótimo!). Se você já separa cada combinação, vai acabar carregando muita coisa! Portanto, evite, para viajar leve – e repita roupa sem medo. Veja dicas aqui.

Já no caso de viagens mais curtas ou para poucos destinos, na minha opinião, o ideal é não utilizar os organizadores de mala, pois eles tomam espaço e não serão tão úteis assim. Uma viagem para final de semana dificilmente justifica usá-los.

Tratando-se de malas compactas, é mais interessante arrumá-las de forma a aproveitar cada espacinho e os organizadores inibem isso, como vimos nos vídeos em que ensinamos a viajar só com uma malinha de mão – veja a parte 1 aqui e a parte 2 aqui.

Na hora de escolher seu kit, dê preferência aos que têm tamanhos e formatos diferentes, para ampliar a possibilidade de uso, e que sejam feitos de tecido ou de materiais maleáveis, que se adequam melhor dentro da bagagem. Os de plástico pesam mais e ficam mais “duros”, limitando as formas de arrumar a mala.

Fale conosco para organizar a sua viagem:

[email protected] 

Ana Maria Junqueira é a idealizadora do blog Magari Blu e fundadora da premiada agência de viagens Magari Blu Viagens. Escreve sobre viagens, faz a curadoria de todo o conteúdo que você vê por aqui e organiza roteiros personalizados e reservas.