Onde ficar em Fiji: Likuliku Lagoon Resort

Hotéis de luxo por Lala Rebelo

Fiji é um destino no sul do Oceano Pacífico, formado por aproximadamente 300 ilhas. Esse pequeno país mexeu comigo não apenas por suas belezas, que são surpreendentes (é muito mais bonito do que eu esperava), mas principalmente por sua gente.

Foto: Reprodução

Não estou brincando: os fijianos são o povo mais simpático que já conheci. E o lugar que conseguiu juntar esses dois pontos – beleza e simpatia – foi o Likuliku Lagoon Resort, onde me hospedei por 4 dias.

Bangalôs sobre as águas do Likuliku Lagoon Resort
Foto: Lala Rebelo

O Likuliku é o único hotel com bangalôs sobre água “de verdade”, no mar, daqueles que você sai direto da sua cama para os recifes de coral. Digo “de verdade”, porque recentemente foi inaugurado no país um novo hotel com bangalôs, mas em uma lagoa artificial.

Bangalôs sobre as águas do Likuliku Lagoon Resort
Foto: Divulgação

Os 46 quartos (10 bangalôs overwater e 36 em terra, com ou sem piscina privativa) são bem espalhados pela propriedade, que ocupa toda uma baía (daí o nome Likuliku: baía de aguas calmas) e proporciona ao hóspede uma luxuosa experiência fijiana. Um luxo autêntico, descomplicado e sem frescuras.

Interior do bangalô sobre as águas do Likuliku Lagoon Resort
Foto: Divulgação

Esse luxo aparece em vários momentos do dia, como por exemplo nas três refeições diárias, sempre servidas à la carte e com apresentação de restaurante. Esqueça o famoso buffet all inclusive; no Likuliku os almoços e jantares vêm com entrada, prato principal e sobremesa.

Restaurante do Likuliku Lagoon Resort
Foto: Lala Rebelo

Restaurante do Likuliku Lagoon Resort
Foto: Lala Rebelo

Além disso, atividades que envolvem o hóspede na cultura local e na conservação da ilha: plantação de corais, celebrações típicas (como o ritual da kava), música ao vivo tocada e cantada pelos próprios funcionários. É leve, é parte daquele ambiente e é uma delícia estar ali no meio de tudo.

Ritual da Kava
Foto: Lala Rebelo

Prepare-se para receber sempre um sorriso e um Bula (“olá” local) de todos os funcionários com quem cruzar. Eles estarão lá, sempre dispostos a fazer que sua experiência seja a melhor possível. A impressão que dá é que realmente se preocupam com você, a maioria inclusive chama os hóspedes pelo nome.

Likuliku Lagoon Resort
Foto: Lala Rebelo

E, como se não bastasse, o hotel tem uma piscina maravilhosa de borda infinita (na qual você realmente perde a noção de onde é mar e onde é piscina), quartos bem equipados, praia com mar quentinho, esportes náuticos não motorizados à disposição dos hóspedes (como caiaque e stand-up paddle) e várias opções de passeios de barco (custos extras), como para a Ilha Modriki Island, onde foi gravado o filme “Náufrago”, e para um banco de areia de Mana Island, super azul turquesa. Tudo o que você pode pedir para uns dias de relaxamento total, imersão cultural e – por que não? – muito conforto.

Likuliku Lagoon Resort
Foto: Lala Rebelo

Modriki Island, a ilha onde foi filmado “Náufrago”
Foto: Lala Rebelo

Achei o Likuliku uma excelente opção de hospedagem em Fiji, porque está longe o suficiente da ilha principal, Viti Levu, para que você se sinta isolado, mas ao menos tempo a apenas 15 minutos de hidroavião ou 45 minutos de balsa do Aeroporto Internacional de Nadi, que recebe voos diretos de vários países como Nova Zelândia, Estados Unidos, Austrália, China, Singapura, entre outros.

Likuliku Lagoon Resort
Foto: Lala Rebelo

Fale conosco para organizar a sua viagem:

[email protected]

Lala Rebelo é autora do blog de viagens lalarebelo.com, publicitária e apaixonada por marketing de luxo. Já morou em 6 países e viajou para mais de 50. No Magari Blu, escreve sobre os hotéis incríveis que descobre em suas viagens pelo mundo, aqueles que transformam uma simples estadia em uma experiência memorável.