Norman Island nas Ilhas Virgens Britânicas

18/05/2016

Vivendo no Caribe por Marina Fonseca

Estamos explorando as ilhas menos conhecidas do arquipélago das Ilhas Virgens Britânicas com o barco e resolvemos passar uma noite em Norman Island.

Cavernas em Norman Island Foto: Marina Fonseca

Norman Island
Foto: Marina Fonseca

É uma pequena ilha que fica mais ao sul das Ilhas Virgens, próxima a Tortola e St. John. Tem uma boa baía para ancorar o barco para quem esta velejando pela região, a Bight Bay.

Nela você também encontra uma famosa atração local, o Willy T, um bar flutuante! Ele fica em um antigo barco ancorado na baía todo decorado com a temática pirata. Não é muito glamouroso, mas vale a pena para tirar umas fotos divertidas.

Willy T Foto: Divulgação

Willy T
Foto: Divulgação

Para comer e beber de verdade a melhor opção da ilha é o Pirates Bight, que fica ao extremo esquerdo da praia nessa mesma baía. É um lugar bem charmoso e com boa comida.

Pirates Bight Foto: Divulgação

Pirates Bight
Foto: Divulgação

A principal atração de Norman Island são suas cavernas. Elas ficam logo ao lado da baía Bight, em Treasure Point, e só dá para chegar lá de barco ou bote. Dizem que o romance “Treasure Island” de Robert Louis Stevenson foi inspirado nesta ilha, onde os piratas escondiam seus tesouros…

Cavernas em Norman Island Foto: Marina Fonseca

Cavernas em Norman Island
Foto: Marina Fonseca

As cavernas foram um dos locais mais diferentes e divertidos por onde já fizemos snorkel. Ficam no mesmo nível do mar e são relativamente rasas e cheias de peixes diferentes.

São 3 principais, 2 são curtas e é possível ver tudo o que há ali dentro delas em mergulhos de dia. Já uma delas vai se adentrando mais pela ilha, ficando cada vez mais estreita e escura. Não tivemos coragem de entrar e nem recomendamos. Como fica muito escuro pode ser perigoso, é melhor ir com um guia local se quiser se aventurar por ela.

O cenário todo da região é lindo e existem muitos peixes que se abrigam nos corais de dentro e ao redor das cavernas. O local fica com bastante gente fazendo snorkel por todos os lados. Lá vimos o curioso peixe trombeta, arraias, diversos peixes coloridos pequenos e outros bem grandes e largos e um tubarão lixa descansando no fundo do mar – uma espécie inofensiva, parece aqueles que limpam o aquário de casa, só que maiores.

O passeio é muito divertido e lindo. E, para fechar o dia, um outro local bem ali perto, não menos bonito ou interessante, são The Indians. Elas são 4 pedras bem grandes que ficam fora da água, bem ao lado da ilha Pelican, abrigando diversos peixes nos corais que circundam essas pedras.

The Indians por trás Foto: Divulgação

The Indians por trás
Foto: Divulgação

Elas são enfileiradas e atrás delas se forma uma pequena área protegida por uma barreira de pedras debaixo d’água. Esta região é ótima e famosa para snorkel também.

The Indians Rocks Foto: Marina Fonseca

The Indians Rocks
Foto: Marina Fonseca

Existem milhares de pequenos peixes nadando juntos e muitas tartarugas. Uma passou bem ao lado de nosso barco, quando fomos mergulhar e depois nos reencontramos e ela deixou que chegássemos bem perto.

Tartaruga em The Indians Foto: Marina Fonseca

Tartaruga em The Indians
Foto: Marina Fonseca

Esses dois locais são maravilhosos e especiais. São muito diferentes do que se encontra normalmente para snorkel, pois você se sente parte do ambiente, tanto entrando na caverna quanto se cercando de lindas e imensas pedras que formam um lugar seguro para os animais se abrigarem. São locais que encantam tantos os amantes da natureza quanto os do mergulho.

Fale conosco para organizar a sua viagem:

[email protected]

Marina é administradora de empresas e largou a vida de escritórios para se mudar com o noivo para um barco no Caribe. Eles estão percorrendo várias ilhas da região até chegarem ao destino final na Europa. Hoje, Marina escreve para o Magari Blu sobre sua nova vida e destinos, administra aluguel de barcos da Delight Charter e produz vídeos e ilustrações para seu perfil @sketchslife.