Napa Valley

Dicas da Califórnia por Renata Miranda

Depois de França, Itália e Espanha, a Califórnia segue entre as maiores produtoras de vinhos do mundo e é responsável por 90% da produção norte-americana.

Um passeio a Napa Valley é muito mais do que um roteiro de vinhos. É também parada obrigatória para uma boa aula de história. São mais de 150 vinícolas e muitos tipos de passeios que se encaixam em qualquer viagem ao norte da Costa Oeste.

Apesar de ser a região vinícola mais conhecida do Estado, pouca gente sabe que apenas 4% do total da produção de vinhos da Califórnia vem de Napa Valley.

Napa Valley Foto: Renata Miranda

Napa Valley
Foto: Renata Miranda

Grande parte da fama da região é resultado do trabalho de Robert Mondavi, um dos pioneiros e principais figuras na construção de Napa. A história da família Mondavi tem início com Cesare Mondavi que, vindo da Itália, comprou uma pequena vinícola em Napa e passou a produzir vinho de garrafão. Naquela época, esse mercado era dominado pelas grandes vinícolas, como a Gallo, e não era lucrativo para pequenos produtores. Foi quando a família comprou uma vinícola antiga chamada Krug, que foi totalmente renovada.

Com o falecimento do pai, Robert e seu irmão Peter, que já trabalhavam na vinícola, passaram a ter ideias diferentes sobre o futuro do negócio. Robert queria investir na produção de vinhos de alta qualidade, enquanto seu irmão preferia seguir um caminho mais conservador. Robert Mondavi acabou fundando sua própria vinícola, em 1966, e foi em busca do seu sonho: produzir vinhos californianos de alta qualidade que pudessem ser equiparados aos melhores vinhos do mundo.

A visita na vinícola Robert Mondavi é obrigatória. Logo na entrada você já perceberá a majestade de tudo, com uma enorme fonte, uma entrada com um jardim impecavelmente cuidado e contrastante com o céu azul, que faz você se esquecer de tudo lá fora. Parte do cenário também está a casa por onde se começa o tour, que lembra uma fazenda antiga, bem cuidada e decorada com muito bom gosto.

Robert Mondavi Foto: Renata Miranda

Robert Mondavi
Foto: Renata Miranda

São inúmeros passeios disponíveis e o tour mais básico é o Walk-In Tour. Não precisa de reserva e custa USD 25.

Robert Mondavi Foto: Renata Miranda

Robert Mondavi
Foto: Renata Miranda

Nesse tour, é possível conhecer mais sobre a história de Napa e de Robert Mondavi, passar pelas plantações e, depois, pelo galpão onde os vinhos são envelhecidos e engarrafados.

O grand finale fica por conta de degustação de vinhos, com explicações sobre harmonização e também sobre a melhor forma de se degustar um vinho. Não saia de lá sem levar uma garrafa do Moscatel Robert Mondavi e também a calda de chocolate com vinho, uma das especialidades da casa.

Robert Mondavi Foto: Renata Miranda

Robert Mondavi
Foto: Renata Miranda

Os roteiros e opções de viagem para Napa Valley são inúmeros. Se estiver hospedado em São Francisco, aproveite para fazer uma visita de um dia para conhecer a região – são aproximadamente 2 horas de viagem de carro.

Algumas vinícolas oferecem também cursos de uma semana a um mês. Outra forma de se passar mais tempo na região é seguir de carro mais ao norte e parar em Calistoga, que é conhecida pelas águas termais, spas, ótimos hotéis, restaurantes e, claro, muito vinho!

Antes de marcar a sua viagem lembre-se de que janeiro a março é a época de chuvas.

Renata é publicitária e deixou a IBM, o mundo da tecnologia e o Brasil para se mudar com o marido para a ensolarada Califórnia. Hoje escreve sobre viagens, moda, lifestyle e curiosidades sobre a Costa Oeste norte-americana no blog morandolonge.com. No Magari blu, Renata divide conosco as dicas insider da Califórnia que a gente tanto ama.