Magari blu ajuda: como amenizar os efeitos do jet lag

Viagens longas de avião e mudanças de fuso horário quase sempre causam desconforto. O primeiro dia de uma viagem normalmente é menos aproveitado e quem nunca quis só saber de dormir quando voltou para para casa?

É o chamado jet lag, também conhecido como descompensação horária ou, mais científico ainda, dissincronose.  Esse cansaço é causado em razão das alterações no ritmo circadiano, a nossa noção biológica das 24 horas do dia e da rotação da Terra.

Quando viajamos de avião mudando de meridiano, ou seja, de fuso, o dia pode passar mais rápido para o nosso organismo e, com isso, o corpo trabalha de forma diferente e lá vem o jet lag e a impressão de que nosso relógio biológico está desregulado. O nome, aliás, vem de jato (“jet”) e diferença de horário (“lag”).

time zone clocks

Foto: Reprodução

O ajuste ao novo horário varia de pessoa para pessoa, e pode levar poucas horas ou até alguns dias. Para não sofrer, siga nossas dicas!

*Antes e durante o voo:

– Escolha o roteiro pensando no fuso: se a viagem durar muitos dias e vários destinos fizerem parte do itinerário, escolha começar por aquele em que a adaptação ao fuso é menos difícil, como uma praia, onde o clima é mais relax. Deixe locais com muitas atividades (ou então que exijam levantar cedinho da cama) para o meio ou fim das férias;

– Escolha voos noturnos: desembarques pela manhã ajudam o organismo a captar a mensagem de que está de dia e que, portanto, ele deve funcionar com a corda toda;

Descanse: uma noite bem dormida antes da viagem, ou mesmo durante, ajuda o organismo a repor as energias e estar descansado para a chegada no destino. Cuidado, entretanto, para não ficar na mesma posição a noite toda ao dormir no avião, pois pode contribuir ao aparecimento de coágulos e tromboses;

Alimente-se: comidas leves, bastante proteína e muito líquido ajudam a segurar a onda durante o voo. Bebidas alcóolicas parecem relaxar, mas devem ser evitadas. Não combine álcool com qualquer tipo de medicação para dormir no voo;

Habitue-se antes: tentar se acostumar aos horários do destino antes de partir (ou de voltar) pode funcionar, como fazer as refeições no horário correspondente ao que seria a hora apropriada no destino. Se você conseguir, claro!

*No destino:

Se ainda assim se sentir cansado ao chegar no destino, você pode amenizar o desconforto das seguintes formas:

Durma cedo: na primeira noite, aproveite para recarregar as baterias. No dia seguinte, você sentirá menos cansaço e mais disposição para aproveitar;

Entre no horário: procure fazer as refeições no horário local, ainda que não sinta fome, assim como dormir, para o corpo se acostumar ao fuso e você não trocar o dia pela noite. Podem ajudar ainda uma caminhada ou algum tipo de esporte, assim como uma bela massagem corporal no spa do hotel.

Ana Maria Junqueira está sempre viajando pelo mundo. É editora do Magari blu, consultora em viagens e a embaixadora de viagens da Perrier no Brasil.