Litoral da Namíbia: visita a Swakopmund

Viagens pela África por Fernanda Fleury

Na minha última coluna aqui no Magari blu, falei sobre o deserto da Namíbia e suas lindas dunas vermelhas. Minha sugestão para quem pensa em visitar o destino é incluir também na viagem a costa litorânea do país, mais especificamente Swakopmund. O visual tão diferente das duas paradas torna o roteiro extremamente interessante, por conta do contraste entre deserto e litoral.

A oeste da capital Windhoek e aproximadamente a 5 horas de carro de Sossusvlei, Swakopmund é segunda cidade mais populosa da Namíbia (abriga em torno de 42 mil habitantes) e o principal balneário do país.

A colonização alemã teve influência forte e a arquitetura é uma das mais bem preservadas do mundo. Dando uma volta pela cidade, esse traço é facilmente identificado.

DSC04496

A arquitetura alemã em Swakopmund
Foto: Fernanda Fleury

Em Swakopmund está uma vasta região de dunas formadas pela areia do deserto. Mas, desta vez, o cenário é completamente diferente, já que as dunas encontram com o mar.

O clima da cidade também é bastante diverso do desértico: a temperatura costuma ser baixa a maior parte do ano e a constante “fog” (névoa) deixa a paisagem um tanto quanto acinzentada. Essa neblina pode causar uma estranheza para os turistas, mas os locais a adoram, já que é ela que mantém as plantas da cidade úmidas e vivas.

sw2

Vista aérea de Swakopmund
Foto: Reprodução

Swakopmund é conhecida por esportes radicais, pesca e passeios marítimos. Aliás, é onde está uma das maiores concentrações de focas do mundo. Dizem os guias que a população de focas supera a população de pessoas do país!

sw5

As focas
Foto: Reprodução

Três noites é o suficiente para desbravar o local e ainda apreciar alguns bons restaurantes e pubs da cidade. Siga o roteiro!

*O que fazer?

– Passeio de barco e 4×4 nas dunas

Algumas operadoras locais oferecem o “combo” de barco e 4×4 que, na minha opinião, é super completo. O passeio leva quase o dia todo – inicia-se às 8 horas da manhã e termina às 16 horas, com direito a almoço incrível no topo das dunas ao meio dia.

O passeio de barco acontece na primeira metade do dia e é divertido, cheio de curiosidades contadas pelos guias. Durante o percurso, se der sorte, baleias e golfinhos podem ser vistos. Espere a visita de algum pelicano, gaivota ou até foca, que entram dentro barco para pedir comida e acabam entretendo os turistas. A embarcação chega próxima a uma ilha com uma grande concentração de focas e termina em Pelican’s Bay, para o passeio das dunas com o 4×4.

solit3

Os pelicanos durante o passeio de barco
Foto: Fernanda Fleury

O passeio de Land Rover, feito com guia local, é maravilhoso e vai até Sandwich Habor, parte do Namib Naukluft Park. O cenário das dunas encontrando com o mar é de tirar o fôlego. Elas são altíssimas e tornam o passeio emocionante. Espere ainda por um almoço agradabilíssimo no topo de uma duna, com direito a mesa posta, espumante e ostras.

Ao final do dia, o guia leva o grupo de volta para o ponto de partida, passando por uma das maiores salinas do continente africano e por um dos pontos preferidos dos pelicanos. Um programa lindo, repleto de animais e paisagens maravilhosas.

Para mais informações:
www.namibiancharters.com

– Quadriciclo nas dunas e sandboard

Para quem curte uma aventura, o “combo” quad bike e sandboard é a pedida certa! Guiado por um profissional especializado dentro de uma área autorizada do parque, é possível escolher entre quadriciclo manual ou automático para subir e descer as dunas em alta velocidade. A adrenalina fica por conta do ritmo do grupo. O lugar é muito bonito e a sensação é que você está em outro planeta!

sw7

Passeio de quadriciclo pelas dunas
Foto: Fernanda Fleury

Durante o percurso, o guia escolhe uma duna para fazer o sandboard. Deitado em uma prancha, se desce a duna de vários metros de altura em pouquíssimos segundos! Descer é fácil, só tem que ter coragem. O difícil é ter fôlego para encarar a escalada de volta até o ponto de partida. O passeio leva aproximadamente uma hora e meia. A operadora que recomendo é a Desert Explorers.

Onde encontrar:
www.africa-adventure.org

– Passeio pelo centrinho

Dá para fazer a pé este passeio pelo centro da cidade e apreciar a arquitetura local. Várias lojas charmosas de artesanato e cafés estão abertos diariamente para o público.

*Onde comer?

Swakopmund tem alguns restaurantes bem bacanas e que valem serem visitados. Faça a reserva com antecedência para garantir o seu lugar.

– Jetty 1905

Com estilo mais informal (nada muito chique), o Jetty fica na ponta do píer e tem uma vista linda para o mar. Como abre também na hora do almoço, a sugestão é almoçar lá e jantar do The Tug (próxima dica). Assim você poderá ter a vista da praia de dia, já que à noite quase não dá para ver nada por conta do escuro. Além de frutos do mar, o restaurante oferece comida japonesa fresquinha. Muito gostoso!

– The Tug

Instalado em uma fundação de um antigo barco, este restaurante é um charme e bem casual! Fica no píer, então tente reservar uma mesa próxima às janelas com vista para o mar. The Tug só abre para o jantar e a especialidade da casa é frutos do mar. Experimente um dos peixes da região como o “snapper” que você não irá se arrepender.

DSC04501

Tug
Foto: Fernanda Fleury

Onde encontrar:
www.the-tug.com

– Kucki’s

O Kucki’s é um pub bem no centro de Swakopmund. É um programa legal para quem curte tomar cervejas diferentes e desfrutar de uma boa carne com fritas. A minha sugestão é provar a cerveja Windhoek, produzida na Namíbia. O cardápio é extenso e eles também servem frutos do mar. As porções de comida são generosas e o Kucki’s está sempre cheio.

Onde encontrar:
www.kuckispub.com

*Duas dicas fora do roteiro de Swakopmund mas que estão no caminho para a cidade:

– Solitaire

Se você estiver em Sossusvlei em direção a Swakopmund, não deixe de parar em Solitaire. Na junção das rodovias C14 e C24, a pequena “cidadezinha” (se é que podemos chamá-la assim) abriga apenas um restaurante, uma padaria e um posto de gasolina.

O visual de Solitaire é um caso à parte. Cheio de esqueletos de carros antigos enterrados na areia, o local é parada obrigatória. Enquanto abastecer seu carro por lá, não deixe de visitar a famosa padaria Moose Mc’ Gregors e comer uma torta de maçã deliciosa (apple crumble pie) ou um dos diversos salgados produzidos localmente.

– Joes Beerhouse

O pub localizado em Windhoek não pode passar batido. É decorado com todas as relíquias que o Joe (dono do pub) trouxe das suas viagens. O lugar é gigante e todo temático. Como é bastante famoso, tente fazer reserva e solicitar uma mesa na parte externa do restaurante. As mesinhas tipo camping são super agradáveis. Especializado em comida alemã, além do amplo cardápio, a casa oferece diversos tipos de cervejas e drinks.  A comida é bem gostosa e o ambiente muito hospitaleiro.

Onde encontrar:
www.joesbeerhouse.com

*Fernanda Fleury é publicitária e em 2012 mudou-se para Joanesburgo na África do Sul. Desde então, tem mergulhado na cultura e nos destinos maravilhosos no continente africano. Em sua coluna, divide com os leitores as suas viagens e dicas, desde os roteiros mais tradicionais aos passeios exóticos e inusitados pelos vários países da África.