Hong Kong e Macau

Vivendo na Ásia por Luiza Rodas

Hong Kong e Macau são as duas regiões administrativas especiais da República Popular da China. Diversas, hoje divido com vocês a minha experiência.

HONG KONG

É conhecida como a Nova York da Ásia. E agora eu entendo o porquê! A cidade é extremamente dinâmica, moderna e repleta de novidades e lojas por toda parte.

Há muito que se fazer por lá, além de compras (a loja da Apple, por exemplo, apresenta os mesmos preços dos EUA). Mas um final de semana é suficiente.

Centro de Hong KongFoto: Luiza Rodas

Centro de Hong Kong
Foto: Luiza Rodas

Big Buddha 

Estátua de Buda gigante, em meio às montanhas, onde se chega pelo maior teleférico do mundo (são quase 6 km de extensão). É preciso subir ainda aproximadamente 250 degraus para chegar perto dele.

Big Buda

Bondinho até o Big Buddha
Foto: Luiza Rodas

Vale o esforço, é uma das imagens mais lindas de Buda pela Ásia! Recomendo ir cedo, porque fica cheio de turistas.

Big BuddhaFoto: Luiza Rodas

As estátuas em próximas ao Big Buddha
Foto: Luiza Rodas

Big BuddhaFoto: Luiza Rodas

Big Buddha
Foto: Luiza Rodas

The Peak

Bondinho que leva ao topo de uma montanha (Hong Kong é uma cidade rodeada pelo mar e por montanhas), e de lá se tem a vista panorâmica dos prédios. Eu fui de dia, mas recomendo ir ao anoitecer, quando as luzes dos prédios estão acesas. A vista é linda!

The Peak: o bondinhoFoto: Luiza Rodas

The Peak: o bondinho
Foto: Luiza Rodas

Vista do The PeakFoto: Luiza Rodas

Vista do The Peak
Foto: Luiza Rodas

Soho

Área cheia de cafés e bares, super aconchegante! Aos finais de semana há várias feirinhas de rua vendendo artesanato típico, bijuterias e objetos de decoração. Fica no centrinho da cidade, perto da entrada do The Peak e do “escalator”. Em Hong Kong, várias escadas rolantes facilitam andar pela região, que é cheia de subidas e descidas – por isso recomendo usar sapatos confortáveis ao andar durante o dia.

Soho em Hong KongFoto: Luiza Rodas

Soho em Hong Kong
Foto: Luiza Rodas

Kowloon

Este é o outro lado da ilha e se atravessa de balsa. Todos os dias às 20h tem um show de luzes, onde são apresentados os nomes dos prédios e eles se iluminam um a um. Vale a pena pela vista, de lá se vê o skyline de Hong Kong todo iluminado; é muito bonito!

Show de luzes nos prédios visto de KowloonFoto: Luiza Rodas

Show de luzes nos prédios visto de Kowloon
Foto: Luiza Rodas

Lan Kuai Fong

A região de Lan Kuai Fong é cheia de barzinhos e restaurantes internacionais. É bem movimentada e gostosa de passear à noite.

Onde comer: 

Hong Kong tem vários restaurantes bons e renomados, como por exemplo o francês L’Atelier de Joel Robuchon. Mais dicas:

Aqua Tokyo

O restaurante fica no 26o andar de um prédio em Kowloon e tem as paredes de vidro, o que garante uma vista espetacular da ilha. Pode-se escolher entre os cardápios de gastronomia italiana ou japonesa. Eu fui pelo italiano e adorei, super aprovado! O restaurante conta com uma estrela no Guia Michelin.

Restaurante Aqua TokyoFoto: Luiza Rodas

Restaurante Aqua Tokyo
Foto: Luiza Rodas

Sevva

Como um mix de bar e restaurante, com clima de happy hour. A varanda fica no topo de um prédio, de onde se pode tomar um drink apreciando o skyline de Hong Kong.

Vista do happy hour no SevvaFoto: Luiza Rodas

Vista do happy hour no Sevva
Foto: Luiza Rodas

*Dicas: 

Tudo em Hong Kong é muito moderno e eficiente. Além disso, há praticamente em toda esquina uma lojinha de produtos orgânicos e naturais e vários restaurantes que servem pratos com ingredientes orgânicos – o que é bem diferente do restante da China.

Adorei encontrar sucos frescos e naturais em Hong Kong!Foto: Luiza Rodas

Adorei encontrar sucos frescos e naturais em Hong Kong!
Foto: Luiza Rodas

Da estação central de trem de HK se pode fazer o check-in para qualquer companhia que se vá voar! É possível despachar a mala, por exemplo, andar um pouco pela região, e então pegar o trem diretamente ao aeroporto (cerca de 25 minutos), sem ter que carregar as malas e com o cartão de embarque em mãos! Prático, não é?

Check-in no voo na estação de trem: prático e útilFoto: Luiza Rodas

Check-in no voo na estação de trem: prático e confortável
Foto: Luiza Rodas

MACAU

Um lugar super interessante de se conhecer! A ilha é famosa pelos cassinos, mas mesmo para quem não gosta de jogar acho válido visitar  a área que mantém os traços da colonização portuguesa.

Traços da arquitetura portuguesa em MacauFoto: Luiza Rodas

Traços da arquitetura portuguesa em Macau
Foto: Luiza Rodas

Todas as placas estão escritas em português e em chinês e algumas pessoas locais ainda falam o idioma do país colonizador.

Praça de taxi!Foto: Luiza Rodas

Praça de táxi!
Foto: Luiza Rodas

Fica a 1 hora de balsa de Hong Kong e um dia é suficiente para “sentir” a ilha, já que é pequena e não há tanto para ver.

Recomendo ir ao Largo do Senado, que é o centrinho da cidade – todo com construções em estilo português! Me senti em Portugal. De lá é possível caminhar até as Ruínas de São Paulo.

Ruínas de São PauloFoto: Luiza Rodas

Ruínas de São Paulo
Foto: Luiza Rodas

SenadoFoto: Luiza Rodas

Senado
Foto: Luiza Rodas

O Museu de Macau, que fica logo ao lado, é informativo e interessante. Além de apresentar louças e objetos da época de negociações comerciais entre os locais e os colonizadores, desde a época do escambo, as trocas.

Museu de MacauFoto: Luiza Rodas

Museu de Macau
Foto: Luiza Rodas

Museu de MacauFoto: Luiza Rodas

Museu de Macau
Foto: Luiza Rodas

Em frente ao museu há o Forte que costumava proteger a cidade de invasões. Nessa região há como provar pasteizinhos de Belém, e também há vários restaurantes portugueses muito bons!

De lá, pega-se um táxi até o outro lado da ilha, conhecido como Taipa, que é onde se encontram os cassinos mais famosos, Um deles é o Venetian de Macau, que segue o mesmo estilo do de Las Vegas, reproduzindo os canais e as gôndolas de Veneza, cheio de lojas ao redor. É bonito e interessante, fazem uma réplica do céu e não importa a que hora você vá, parece que ainda está de dia!

VenetianFoto: Luiza Rodas

Venetian de Macau
Foto: Luiza Rodas

Luiza Rodas é formada em Relações Internacionais pela PUC/SP e ama viajar. Atualmente trabalha como modelo na Ásia e sempre que pode está rodando pelo continente para descobrir novidades. Ela conta aqui no Magari blu as suas impressões sobre a vida na Ásia, além de dicas valiosas e práticas para os viajantes.