Fronteiras abertas: os países para onde brasileiros podem viajar

04/10/2020

Pouco a pouco, as fronteiras dos países vão se reabrindo. Brasileiros ou passageiros de outras nacionalidades vindos do Brasil ainda encontram restrições e/ou requisitos a cumprir para viajar.

Atenção pois alguns países recebem estrangeiros, desde que feita quarentena em seu território – o que não convém para uma viagem a lazer. Veja como está a lista atualizada de fronteiras reabertas para o Brasil***

  • América do Sul

Argentina
A previsão de retomada dos voos é 8 de novembro. Passageiros vindos do Brasil devem apresentar resultado negativo do PCR para covid-19 realizado até 72h antes da chegada e seguro-viagem que cubra despesas com covid-19.

Bolívia
Os viajantes devem apresentar um teste PCR negativo para covid-19 emitido até 7 dias antes da chegada, certificado por um consulado boliviano. Os viajantes sem um resultado negativo no teste PCR para covid-19 estão sujeitos à quarentena após a chegada na Bolívia.

Chile
A previsão de retomada dos voos para o Chile é de 13 de novembro. O teste negativo PCR para covid-19 deve ser apresentado e deve ser feito até 72h antes da chegada, além de completar formulário on-line.

Colômbia
Todos os passageiros devem apresentar um resultado negativo no teste PCR realizado até 96 horas antes do embarque e preencher o formulário de imigração formulário Check-Mig (feito de 24 horas até 1 hora antes da viagem) e ter acompanhamento por meio do aplicativo móvel CoronAPP.

Equador
Todos os passageiros devem apresentar o teste negativo PCR para Covid-19 emitido até 10 dias antes da chegada.

Paraguai
Os principais aeroportos do país serão reabertos a partir de 21 de outubro. A Ponte da Amizade, que liga a Ciudad del Este a Foz do Iguaçu está prevista para 15 de outubro. É obrigatório uso de máscaras em locais públicos.

Peru
Os voos vindos do Brasil voltarão a operar a partir de 1 de novembro. Visitantes deverão apresentar resultado negativo do teste PCR para covid-19 feito até 72h antes do embarque. Crianças com menos de 12 anos podem apresentar um atestado de boa saúde. Os viajantes devem, ainda, preencher formulário 72h antes do embarque.

  • América Central

Antígua e Barbuda
É obrigatório o uso de máscara em todos os locais públicos, bem como apresentar teste PCR negativo para covid-19, emitido até 7 dias antes da chegada, com exceção de crianças menores de 12 anos. Quem não fizer isso terá de pagar um teste localmente ou fazer a quarentena em hotel por 14 dias.

Bahamas
É permitida a entrada mediante apresentação do teste PCR negativo emitido até 5 dias antes da chegada e preenchimento do Bahamas Health Visa Card. Crianças menores de 10 anos não precisam apresentar o teste. A partir de 1 de novembro, o PCR deve ter sido feito até 7 dias antes da chegada. Viajantes podem ser submetidos à quarentena de 14 dias em um hotel.

Barbados
Passageiros brasileiros deverão apresentar teste PCR negativo para covid-19 dentro de 72 horas antes da partida ao país, com exceção de crianças com menos de 5 anos acompanhadas pelos guardiões legais. Quem não tiver feito antes será obrigado a fazê-lo assim que chegar, permanecendo de quarentena no hotel até o resultado sair.

Belize
Os aeroportos reabriram para voos internacionais em 5 de outubro. É necessário baixar o Belize Health Travel App, que originará um QR code e um número do viajante, que devem ser apresentados na chegada ao país.

Cuba
Cuba reabriu parcialmente as fronteiras e, no momento, os turistas podem visitar apenas partes específicas do país, como Cayo Largo Del Sur, Cayo Coco, Cayo Guillermo, Cayo Santa María e Cayo Cruz. Viajantes assintomáticos não precisam fazer quarentena e testes para a detecção de covid-19 são oferecidos sem custos na chegada ao aeroporto.

El Salvador
Todos os viajantes devem apresentar um resultado negativo do teste PCR para covid-19 obtido até 72 horas antes da partida, e estão sujeitos a uma quarentena de 14 dias.

Guatemala
A Guatemala está aberta para brasileiros e é necessário apresentar teste negativo para covid-19 feito até 72h antes do embarque e não se aplica a crianças menores de 10 anos. É necessário completar um formulário de saúde que gerará um QR code a ser apresentado na chegada.

Haiti
O Haiti retirou suas restrições de viagem, porém todos os viajantes estão sujeitos a exames médicos e devem apresentar um Formulário de Declaração de Saúde preenchido na chegada.

Honduras
Os viajantes devem levar um teste PCR com resultado negativo para coronavírus (covid-19) ou no teste rápido emitido até 72 horas antes da chegada. Um formulário preenchido deve ser enviado antes da partida. 

Jamaica
Passageiros brasileiros maiores do que 12 anos de idade devem apresentar exame negativo para covid-19 feito em até 10 dias antes da chegada. Na chegada, é feita a verificação de temperatura e alguns passageiros poderão ser submetidos a testes para detecção de covid-19.

Martinica
Os viajantes de Martinica com mais de 11 anos de idade devem apresentar um teste PCR negativo para covid-19 emitido em até 72 horas da partida. Eles também devem apresentar uma declaração juramentada de que não apresentam sintomas e não sabem que entraram em contato com um caso confirmado de covid-19 nos 14 dias anteriores ao voo. Na chegada, aqueles com teste negativo podem realizar 7 dias de quarentena, seguidos por um novo teste PCR após 7 dias. Os viajantes que não realizaram um teste devem ficar em quarentena por 14 dias após a chegada à Martinica.

Nicarágua
Para ingresso na Nicarágua, é necessário apresentar teste com resultado negativo de PCR para covid-19 feito em até 72h antes da chegada no país. Os viajantes que chegarem serão rastreados e os que apresentarem sintomas serão colocados em quarentena.

Panamá
Panamá retomou os voos internacionais dia 12 de outubro. É necessário apresentar teste PCR ou antígeno com resultado negativo para covid-19 emitido em até 48h de antecedência da chegada no Panamá. 

Porto Rico
É obrigatório apresentação de resultado negativo de PCR para covid-19 feito até 72h antes do embarque (do primeiro ponto de partida da viagem) e os passageiros devem preencher um formulártio online, sob pena de quarentena de 14 dias para quem não apresentar o exame.

República Dominicana
A República Dominicana, inclusive a famosa Punta Cana, estão abertas para turistas. É necessário ainda preencher um formulário de Declaração de Saúde do Viajante. Os aeroportos estão administrando um teste de respiração rápido e aleatório para entre 3% e 10% dos passageiros e em todos aqueles que apresentarem sintomas, na chegada. Todos os passageiros também precisarão realizar uma verificação de temperatura. Aqueles que apresentarem sintomas ou com resultados de exames positivos serão isolados e atendidos em locais autorizados.

Saint-Barth
É preciso fazer o exame na chegada a Saint-Barth. Há duas possibilidades para se chegar: St Marteen ou San Juan.
Para St Martin é obrigatório o teste (que deve ser feito até 72h antes da chegada) e um documento online chamado EHAS, inclusive para passageiros em conexão. Visitantes (maiores de 11 anos) que permaneçam por mais de 7 dias deverão fazer um teste adicional PCR para covid-19 em St. Barth, por conta própria, no 8º dia após a sua chegada. Se o teste de um visitante for positivo, ele deverá ficar em quarentena por 7 dias ou até que o teste volte a dar negativo.

Saint-Martin
É necessário apresentar PCR negativo para covid-19 realizado até 120 horas antes da partida para Saint-Martin. A apresentação do exame é indispensável e estritamente obrigatória para todos os viajantes provenientes de países com alto ou médio risco de contágio, como o Brasil. Crianças menos de 10 anos de idade não precisam ser testadas. Além do teste, um formulário de autorização de saúde online também deverá ser preenchido pelo viajante e aprovado junto ao governo antes da viagem. 

Saint Lucia
É necessário apresentar teste PCR negativo de coronavírus (covid-19) realizado em até 7 dias antes do embarque e preencher um formulário até 3 dias antes da chegada – crianças menores de 5 anos não precisam apresentar o teste e o formulário é apenas para maiores de 18 anos. É necessário apresentar reserva confirmada de hotel. O uso de máscara é obrigatório e as autoridades de saúde podem verificar a temperatura nos passageiros na chegada.

Turks and Caicos
Os aeroportos estão reabertos para chegada de voos internacionais. Todos os passageiros que chegarem às Ilhas Turks and Caicos devem ter uma autorização de viagem preenchida pelo menos 24 horas antes da partida e devem ter um certificado médico com a comprovação de um teste PCR para covid-19 com resultado negativo emitido até no máximo 5 dias antes da partida. Isso não se aplica a crianças menores de 10 anos. Os passageiros também estão sujeitos a exames médicos e quarentena por 14 dias a partir da chegada.

  • América do Norte

Estados Unidos
Brasileiros só podem entrar nos EUA desde que não tenha estado, nos últimos 14 dias, nos seguintes países: Brasil, Alemanha, Áustria, Bélgica, China, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Irã, Irlanda, Itália, Latvia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, Suécia e Reino Unido e Rep. Checa. Ou seja, atualmente não é permitido partir do Brasil diretamente aos Estados Unidos.

México
Um dos primeiros países a levantar restrições, o México solicita apenas o preenchimento do questionário de identificação de fator de risco ao viajante (“Cuestionario de identificación de factores de riesgo en viajeros”), que deve ser entregue à imigração na chegada. Os viajantes que chegam de países afetados pela covid-19 são submetidos à triagem e colocados em quarentena, se necessário.

  • Europa

Com relação aos países-membros da União Europeia, via de regra, atualmente apenas brasileiros com residência na Europa, passaporte europeu, ou com parentesco de primeiro grau com cidadãos do continente estão sendo admitidos de acordo com a política de cada membro do bloco.

Albânia
Não tem restrições para visitantes estrangeiros. Os exames de saúde podem ser realizados nos portos de entrada. É obrigatório uso de máscara em locais públicos.

Andorra
Brasileiros (e demais cidadãos não-europeus) podem visitar Andorra, desde que façam quarentena de 15 dias.

Bielorússia
A Bielorrússia não implementou nenhuma restrição de entrada, mas os estrangeiros estão sujeitos a um requisito de auto-quarentena de 14 dias, a menos que cheguem de uma determinada lista de países isentos (que não inclui o Brasil).Os viajantes devem ter seguro médico válido antes de viajar para a Bielorrússia e devem apresentar um atestado médico, emitido dentro de 48 horas da chegada, indicando um resultado negativo no teste para a covid-19.

Bósnia e Herzegovina
O país dos balcãs reabriu em 12 de setembro e turistas devem apresentar teste PCR negativo para covid-19 emitido em até 48h antes da chegada.

Croácia
Estrangeiros podem viajar para a Croácia, desde que apresentem uma razão válida para visitar o país, que poder ser tanto a negócios quanto a turismo. Neste último caso, será exigido a comprovação de reserva de hotel para o período de estadia e preenchimento de formulário. 

Eslováquia
Passageiros brasileiros devem preencher um formulário de saúde e registrar-se on-line. Estão sujeitos a quarentena de 10 dias.

Eslovênia
Passageiros devem apresentar resultado negativo do exame PCR para covid-19 emitido até 48h da chegada, sob pena de quarentena de 10 dias.

França
Passageiros vindos do Brasil devem apresentar um exame negativo de PCR para covid-19 feito até 72h antes do embarque ou realizar na chegada (a partir de 11 anos de idade). Devem também preencher um formulário. Quarentena pode ser solicitada.

Irlanda
Viajantes com 16 anos ou mais devem preencher um formulário de localização de passageiros antes da chegada e ficar em quarentena por 14 dias, exceto viajantes com passaporte diplomático. Viajantes provenientes de países da “lista verde” não precisam de quarentena, porém o Brasil não está entre eles – confira a lista aqui.

Itália
A Itália está fechada, a princípio, até 24 de novembro. Hoje, brasileiros que chegam à Itália devem fazer quarentena de 14 dias e apresentar formulário preenchido.

Macedônia do Norte
Não há restrições de entrada para a Macedônia do Norte. Grupos com mais de duas pessoas não são permitidos em espaços públicos fechados, exceto menores de 14 anos acompanhados dos pais. É necessário apresentar resultado negativo para o exame PCR de covid-19 emitido em até 72h antes da chegada.

Reino Unido
O Reino Unido exige teste PCR com resultado negativo para covid-19 emitido até 72h antes do embarque, além de quarentena de 14 dias para os brasileiros, que atualmente são considerados viajantes que chegam de fora do corredor de viagem. Todos os viajantes que entram no Reino Unido devem apresentar à imigração um “Formulário localizador de passageiros para saúde pública”.

Sérvia
Brasileiros podem viajar para a Sérvia, mediante apresentação de resultado negativo do PCR feito em até 48h antes da partida. Não se aplica a crianças menores de 12 anos e a passageiros em trânsito por menos de 12 horas.

Ucrânia
Passageiros vindos do Brasil devem apresentar resultado negativo do teste PCR para covid-19 feito até 48h antes da chegada, sob pena de isolamento.

  • África

Egito
Para entrada no Egito, os viajantes devem trazer um teste PCR negativo para covid-19 emitido até 96h do embarque. Todos os viajantes que chegam ao Egito terão sua temperatura verificada, devem preencher um cartão de monitoramento com dados pessoais e fornecer a confirmação da apólice de seguro de saúde válida às autoridades do aeroporto. Crianças menores de 6 anos, de todas as nacionalidades, estão isentas de fornecer certificados de teste PCR negativos.

Etiópia
Para ingresso na Etiópia, é preciso apresentar teste PCR negativo para covid-19 feito em até 120h antes da chegada no país. Crianças com menos de 12 anos não precisam apresentar o exame.

Marrocos
Uma vez que brasileiros são isentos de visto para ingresso no Marrocos, tiveram as restrições levantadas para viagens ao país. É necessário comprovar reserva de hotel ou convite feito por uma empresa marroquina, teste PCR negativo de covid-19 com até 48 horas de antecedência do embarque e formulário de saúde impresso para apresentação na chegada.

Namíbia
Os viajantes devem apresentar um teste PCR negativo para covid-19 emitido até 7 dias antes da chegada e formulário preenchido. Estão ainda sujeitos a um teste obrigatório na chegada e 7 dias de quarentena por conta própria. É necessário ter seguro contratado que cubra gastos médicos.

Quênia
Os viajantes devem apresentar um resultado negativo para teste covid-19, emitido dentro de 96 horas antes da chegada ao Quênia. A quarentena será aplicada aos viajantes, dependendo de seu país de origem. Os viajantes que chegam de países incluídos nesta lista estão isentos da quarentena, a menos que sejam sintomáticos. O Brasil não está na lista de isentos. Os cartões de localização de passageiros (PLC, fornecidos no voo e no terminal do aeroporto) serão usados para rastrear os passageiros que entram no Quênia. Os viajantes podem estar sujeitos a restrições de quarentena se algum passageiro dentro de duas fileiras de seus assentos parecer sintomático.

Ruanda
Ruanda está reaberta para turistas internacionais, sem restrições baseadas em nacionalidade ou país de origem do voo. Entretanto, é obrigatório apresentar teste PCR negativo para covid-19 emitido até 120h antes do embarque. Os passageiros são testados novamente na chegada e devem ficar em um hotel de trânsito designado por 24h até saírem os resultados.

Tanzânia
Todos os viajantes que chegam estão sujeitos a triagem médica na chegada e o governo está coletando informações de rastreamento de todos os viajantes internacionais. 

Uganda
É necessário apresentar teste PCR negativo para covid-19 obtido até 72 horas antes do embarque. Passageiros que não apresentem o exame estarão sujeitos a arcar com um teste feito na chegada, ficando em quarentena até a liberação dos resultados.

Zâmbia
Não residentes que entrem na Zâmbia devem apresentar um resultado negativo no teste para covid-19 feito nos últimos 14 dias. Os viajantes também podem ter sua temperatura medida e ser testados para covid-19 por swab nasal na chegada. Se solicitado, os viajantes devem informar as autoridades do Ministério da Saúde de onde ficarão e fornecer seus detalhes de contato.

Zimbábue
Para ingresso no Zimbábue, é nevessário apresentar teste PCR negativo para covid-19 obtido até 48 horas antes do embarque.

  • Ásia

Armênia
A Armênia reabriu as fronteiras para turistas estrangeiros, mediante quarentena de 14 dias ou apresentar teste negativo para covid-19.

Cambodia
O Camboja voltou a receber turistas estrangeiros, mas a entrada ainda é bem complicada.  É necessário apresentar teste PCR negativo para covid-19 obtido até 72 horas antes do embarque e seguro saúde de pelo menos USD 50.000, além de depósito de USD 2.000, caso seja necessário tratamento médico, e outras taxas extras. Caso alguém no voo esteja contaminado, os demais passageiros serão obrigados a ficar de quarentena por 14 dias.

Dubai (Emirados Árabes Unidos)
Os Emirados Árabes Unidos aceitam turistas, inclusive brasileiros. Os visitantes terão de apresentar um atestado médico provando o resultado negativo do teste de covid-19, realizado com menos de 96 horas da partida. Qualquer um que testar positivo para o coronavírus terá de ser isolado em uma instalação por 14 dias às suas próprias custas. Os visitantes estão sujeitos a um novo teste na chegada. Cada emirado tem suas próprias regras; passageiros que saiam de Dubai em direção a Abu Dhabi também precisarão fazer um novo teste.

Irã
Para ingresso no Irã, é necessário apresentação de teste negativo PCR para covid-19 emitido até 96h antes da chegada e documento de saúde a ser preenchido na chegada.

Jordânia
Visitantes acima de 5 anos devem apresentar um QR code obtido no preenchimento on-line de formulário antes do embarque e devem apresentar resultado negativo do exame PCR para covid-19 feito até 120h antes do embarque, sob pena de isolamento. Os passageiros devem, ainda, apresentar seguro-saúde que cubra todo o período da viagem.

Líbano
Não há exigência de quarentena para os passageiros, porém aqueles provenientes de países com alto número de casos deverão apresentar testes negativos para covid-19 realizados até 96h antes do embarque, ou submeter-se a um teste no aeroporto.

Maldivas
Os viajantes devem apresentar um atestado médico provando o resultado negativo do teste PCR de covid-19, realizado com menos de 72 horas da partida. O uso de máscara é obrigatório em locais públicos e alguns resorts estão operando com capacidade reduzida.

Turquia
Oficialmente, o país está aberto para visitantes de todos as nacionalidades, inclusive brasileiros, desde que preencham os requisitos usuais de imigração. Passageiros sujeitos a verificação de temperatura na chegada.

 
  • Oceania

Polinésia Francesa
A Polinésia Francesa (inclusive as ilhas Tahiti e Bora Bora) aceitam brasileiros, desde que apresentem teste PCR negativo para covid-19 obtido até 72 horas antes do embarque e seguro-viagem que cubra despesas médicas. Os turistas estarão sujeitos a testagem aleatória 4 dias após a chegada.

 

***Atualizado em 31 de Outubro de 2020.

Os países e territórios têm a liberalidade de abrir e fechar suas fronteiras, assim como alterar requisitos para entrada por conta da covid-19, a qualquer momento sem aviso prévio.

Em caso de viagem eminente, consulte o Consulado, a companhia aérea e o site do IATA.

Este post destina-se a informar requisitos para entrada nos países em tempos de pandemia e NÃO indica necessidade de emissão de visto para portadores de passaporte brasileiro. Consulte a página do Portal Consular para verificar obrigatoriedade de visto e o respectivo Consulado sobre possíveis atualizações na emissão de vistos por conta da pandemia.

Fale conosco:

[email protected] 

Ana Maria Junqueira é a idealizadora do blog Magari Blu e fundadora da premiada agência de viagens Magari Blu Viagens. Escreve sobre viagens, faz a curadoria de todo o conteúdo que você vê por aqui e organiza roteiros personalizados e reservas.