Entrevista com Benny Novak

O entrevistado de hoje é o renomado chef Benny Novak, que comanda em São Paulo o ICI Bistro, o Tappo, o 210 Diner, além do ICI Brasserie, recém inaugurado no Shopping JK Iguatemi.

O bate papo foi delicioso e divertido, e você confere a íntegra com exclusividade aqui!

Benny Novak
Foto: Reprodução

Magari blu: Para começar, conte um pouco sobre a sua trajetória na gastronomia.

Benny Novak: Comecei a me interessar por cozinha aos meus 13, 14 anos, quando meus pais viajavam e eu podia fritar um bife, peito de frango, misturar com arroz e fingir que era comida chinesa! Depois disso, aos 22, comecei a ler livros de culinária e receitas e tentar reproduzir para os amigos. Com 27 anos, resolvi deixar a brincadeira de lado e fui pedir estágio para o chef João Leme, que havia acabado de voltar de Paris onde cursou o Le Cordon Bleu. Nessa época, ele cuidava dos restaurantes Limone e Cia Asiática. Fiquei um tempo no Limone para ter a certeza de que era realmente isso que queria.  Me matriculei no Le Cordon Bleu de Londres, o que deu início a minha carreira profissional dentro da gastronomia. Em 2000, voltei ao Brasil depois de me formar, estagiei no Cantaloup, trabalhei no Namesa, passei 2 meses no DOM… Me mudei para Miami, onde trabalhei como Sous-Chef no Le Bouchon Du Grove, um bistrozinho clássico. Voltei ao Brasil em 2002 e, em junho, abri o ICI Bistro junto com meu sócio Renato Ades. Em 2007, abri o Tappo, em 2010, o 210 Diner, e em dezembro de 2012 o ICI Brasserie, esse último em sociedade com a Cia Tradicional do Comércio [a.k.a. Astor, Braz, Pirajá, Original, etc.].

 

mb: Hoje você comanda restaurantes de grande sucesso, nos quais a culinária e o estilo são bem diversificados. Qual o segredo para criar e manter casas variadas, com qualidade?

B.N.: Hoje já são 4 restaurantes! Olha, eu diria que um bom treinamento de equipe, onde você consegue fazer com que a sua equipe entenda o seu comprometimento com a profissão, já seria um grande passo para o sucesso da casa.

 

mb: Quais dessas culinárias é a que você mais gosta de fazer?

B.N.: Francesa.

 

mb: De onde vem a inspiração para os menus?

B.N.: Muita viagem, muita leitura, muita fome!

 

mb: O que não falta na sua cozinha?

B.N.: Disposição!

 

mb: E o que não entra de jeito nenhum?

B.N.: Falta de respeito e corpo mole.

 

mb: Qual é o seu prato preferido?

B.N.: Putz, são tantos! Sou um cara simples e clássico… Adoro bife, arroz e salada de tomate. Não sou fã de feijão. Adoro também um bolinho de frango que minha avó fazia! E hoje tento reproduzir.

 

mb: Quais são seus lugares favoritos para comer?

B.N.: No Brasil, eu diria o Ton Hoi, restaurante chinês, só para dar um exemplo, mas tenho mais uns 10 lugares pelo menos! Em NY, adorei o Eleven Madison, o Momofuko noodle bar, o hamburger delicioso do Minetta, e burger Joint [essa dica também foi dada pelo chef Paulo Barros no Instagram do Magariblu!], os dogs das esquinas… Sou fácil de agradar, principalmente com comida simples. Em Berlim, adorei os Curry Wurst das ruas, e um restaurante vietnamita chamado Monsieur Vuong, entre outros lugares mundo afora!

 

mb: Para terminar, se o mundo tivesse acabado mesmo no final de 2012, onde você gostaria de estar?

B.N.: Em casa com meus filhos abraçados e comendo o bolinho de frango da minha avó, ouvindo um blues e com direito a um ótimo Bourbon e um charutinho! Ainda bem que não acabou!

 

Ainda bem que não acabou mesmo, pois pudemos ter essa conversa deliciosa com esse incrível chef! Obrigada, Benny!

 

Para maiores informações sobre o ICI Bistro e os demais restaurantes comandados pelo Benny Novak:
http://www.icibistro.com.br/