Dublin: parques que você precisa visitar

Dicas da Irlanda por Larissa Correia 

Durante o verão na Ilha da Esmeralda, os dias ensolarados são motivo mais do que suficiente para parar tudo o que está fazendo e aproveitar o pouco de sol que o verão Irlandês pode trazer. Confira os parques mais visitados de Dublin:

Phoenix Park

Este é o maior parque urbano de Dublin e de todo o continente Europeu. Foi inaugurado há mais de 300 anos e tem uma área total de 712 hectares com 16km de circunferência, sendo que 30% dele é coberto por árvores.

Dispõe de uma infraestrutura completa onde os visitantes podem praticar esportes, usar as ciclovias ou as pistas de corrida e caminhada, além de poder alugar uma bicicleta (por 5 euros) e organizar um piquenique com os amigos.

Além disso, lá é possível visitar o zoológico de Dublin e passear pelo pasto imenso com mais de 300 cervos (veadinhos), que habitam o Phoenix desde 1660. Não esqueça de levar cenouras para alimentá-los, com certeza eles não sairão de perto de você!

No Phoenix Park, também estão inúmeros monumentos que contam um pouco da história do lugar, como a residência do Presidente da República da Irlanda, que está situada no parque desde 1750, ou, ainda, o segundo maior obelisco do mundo, o Wellington Monument, com 62 metros de altura, e a Cruz Papal, local onde a missa de João Paulo II foi celebrada em meados de 1979.

Phoenix Park Foto: Larissa Correia

Phoenix Park
Foto: Larissa Correia

Horário de funcionamento:
Aberto 24h por dia

Entrada:
Gratuita

Como chegar:
Linha vermelha do Luas. Basta parar nas estações mais próximas que podem ser a Heuston ou a Museum. De ônibus, basta pegar uma das linhas que faz a rota pelo Phoenix: 37, 38 ou 39.

National Botanic Garden

O National Botanic Garden (Jardim Botânico de Dublin) está localizado em Glenesville, Dublin 9. Fundado em 1795, com o intuito de promover uma abordagem científica para o estudo da agricultura na Irlanda, foi aberto ao público apenas em 1878.

Atualmente, o Jardim Botânico conta com mais de 20 mil espécies, entre elas mais de 300 ameaçadas de extinção e 6 delas já extintas na natureza.

O local, além de servir como ponto turístico e relaxamento à população e principalmente, à vizinhança, também é um centro de referência em estudos ambientais e biodiversidade, já que comporta as mais variadas espécies de vegetação.

National Botanic Garden Foto: Larissa Correia

National Botanic Garden
Foto: Larissa Correia

National Botanic Garden Foto: Larissa Correia

National Botanic Garden
Foto: Larissa Correia

Horário de funcionamento:
Verão (março a outubro): segunda à sexta-feira das 9h às 17h. Aos sábados, domingos e feriados das 10h às 18h.Inverno (novembro a fevereiro): Segunda à sexta-feira das 9h às 16h30. Aos sábados, domingos e feriados das 10h às 16h30.

Entrada:
Gratuita (aos domingos oferece tour guiado, gratuitamente)

Como chegar:
Localizado em Glasnevin (Dublin 9), a aproximadamente 3,5 Km do centro de Dublin

Garden of Remembrance

O Garden of Remembrance é um grande jardim memorial em homenagem a todas as pessoas que perderam suas vidas lutando pela liberdade da Irlanda.

O lugar foi um projeto de Daithí Hanly aberto ao público em 1966. No centro do jardim tem um grande espelho d’água em forma de crucifixo com seu interior todo trabalhado em mosaico com diversas imagens de armas, o que simboliza a paz.

Garden of Remembrance Foto: Larissa Correia

Garden of Remembrance
Foto: Larissa Correia

 

Horário de funcionamento:
Durante o verão (abril a setembro): diariamente das 8:30h às 18h.
Durante o inverno (outubro a março): diariamente das 9:30h às 16h.

Entrada:
Gratuita

Como chegar:
Perto da Parnell Square, em Dublin 1.

St Stephen’s Green

Este parque é o mais queridinho dos irlandeses em Dublin. Está localizado no coração da cidade e é considerado um refúgio em meio a tantas lojas e prédios aos arredores. Com mais de 3,5km de vias, entre jardins e vegetações, é perfeito para curtas caminhadas, passeio com os amigos ou até alimentar os cisnes que tem como casa os pequenos lagos que banham o parque.

St Stephen’s Green Foto: Reprodução

St Stephen’s Green
Foto: Reprodução

O St Stephen’s Green foi inaugurado em meados de 1660 e ficava localizado em zona rural e privada. Posteriormente, a área começou a crescer e se tornar urbana, habitada pelas famílias mais ricas da cidade, quando o parque era privado, com acesso apenas dos moradores. Apenas em 1877, por ordem do parlamento local, o parque foi aberto para toda a população.

St Stephen’s Green Foto: Reprodução

St Stephen’s Green
Foto: Reprodução

Durante o verão o parque recebe diversas atrações abertas ao público e é a época do ano em que é mais frequentado e onde as pessoas passam horas aproveitando o o pouco do verão que a Irlanda tem a oferecer.

Horário de funcionamento:
Segunda a sábado das 7:30h às 20h. Aos domingos e feriados das 9:30h às 20h (depende do horário em que anoitecer)

Entrada:
Gratuita

Como chegar:
Fica no centro de Dublin, ao final da Grafton Street. Todas as linhas de ônibus que circulam pelo centro passam por ele.

Formada em Comunicação Social pela UNESP, e curiosa por essência, Larissa sempre trabalhou com marketing e desenvolvimento de produtos. Há pouco, se mudou para a Europa em busca do seu próprio escritório itinerante mundo afora e para se dedicar a novos projetos como o @trendy.lab, no qual realiza previsões, pesquisas e relatórios de tendências, além de dar dicas de viagens no perfil @we.tripster.