Dicas do Cambodia

Por Teresa Perez Tours

A visita ao Cambodia é um presente fantástico para quem tem a oportunidade de caminhar em silêncio em meio aos seus templos misteriosos, envoltos por raízes de árvores centenárias e floresta úmida tropical. É a força imperiosa da natureza misturada ao passado místico e enigmático de uma civilização perdida, abrigados em uma nação cuja história recente foi marcada pela tragédia.

Os magníficos templos de Angkor são a herança mais forte da civilização Khmer que, ao esculpir maravilhas místicas na pedra, transformou-se em Império. Escondidos sob a floresta há até pouco mais de um século, os templos foram redescobertos pelos ocidentais e testemunharam o maior genocidio da história recente da humanidade. Na década de 1970, o ditador comunista Pol Pot deu um golpe de estado instaurando um dos regimes mais sangrentos e totalitaristas que o mundo já viu, matando cerca de 3 milhões em apenas 3 anos.

AngkorFoto: Teresa Perez Tours

Angkor
Foto: Teresa Perez Tours

Hoje liberto, o admirável povo cambodiano tem o olhar doce, resignado e obstinadamente voltado para o futuro. Tradicionais tribos que trabalham nos campos de arroz por todo o país, magníficas paisagens ao longo de rios e florestas, um pôr do sol de tirar o fôlego, cerimônias religiosas que refletem séculos de uma complexa cultura, templos, mercados, culinária e riquezas naturais são apenas alguns dos motivos pelo qual o Cambodia revela-se um destino imperdível!

SIEM REAP

Aninhada entre plantações de arroz, Siem Reap é ponto de partida para explorar os templos de Angkor: milenares ruínas que abrigavam o Império Khmer por volta dos séculos 9 ao 15 e se tornaram Patrimônio da Humanidade tombado pela Unesco.  A cidade nasceu a partir do encontro de antigas vilas que cresceram ao redor de pagodes. Durante a colonização francesa, que se deu entre os séculos 19 e 20, o local ganhou uma arquitetura particular, surgida da mescla dos estilos francês e chinês.  Devido ao crescente número de pessoas que buscam pelos tesouros da região, Siem Reap tem se equipado cada vez mais com excelentes hotéis, restaurantes, bares e locais para compras.

Cidade de Siem ReapFoto: Teresa Perez Tours

Cidade de Siem Reap
Foto: Teresa Perez Tours

*O que fazer?

Angkor (Cidade)

Angkor foi a capital do Império Khmer e floresceu a partir do ano de 802 d.C. até por volta de 1431, quando invasores tailandeses a saquearam, obrigando sua população a abandonar a cidade e migrar para o sul, em direção a atual capital do país, Phnom Penh. Também há evidências de que a cidade tenha sido abandonada devido à incursões mongóis e siamesas, bem como devido a epidemias de doenças e fome. Por outro lado, objetos e inscrições encontrados em Angkor Wat, o templo principal, indicam que ao menos este jamais foi abandonado, tendo sido permanentemente habitado por monges budistas.

Em seu tempo de glórias, Angkor chegou a abrigar uma população de um milhão de habitantes, em um tempo em que grandes cidades da Europa, como Londres e Paris, por exemplo, não ultrapassavam a marca dos 50 mil habitantes. A cidade ficou perdida em meio à floresta até meadas do século 19, quando foi redescoberta por exploradores franceses e quando iniciaram-se esforços para tentar restaurar os templos para o que um dia foram, impressionantes pelo tamanho e pelos magníficos trabalhos em alto relevo esculpidos em muitos quilômetros quadrados de rocha.

Os templos, construídos há mais de mil anos, constituem um dos universos sagrados mais impressionantes já vistos. É uma obra prima da arte Khmer e um dos maiores complexos de templos do mundo. Sugerimos visitar os templos pela manhã bem cedo, evitando o calor e também o grande número de pessoas que os visitam todos os dias (especialmente o Angkor Wat, o maior e mais famoso).

Angkor Thom (Grande Cidade)

Com quase 10km², esta foi a sede da capital do Império Khmer, a partir do século 12. Uma das partes do grande complexo que mais chama a atenção dos visitantes, cercada por uma muralha de 12km de extensão e 8m de altura, conta com cinco grandes portões ao longo de sua muralha, cada um deles adornados com quatro grandes rostos de Avalokiteshvara (o Buda da compaixão).

Angkor ThomFoto: Teresa Perez Tours

Angkor Thom
Foto: Teresa Perez Tours

Em seu centro encontra-se o Templo Bayon, construído por volta de 1200, que ostenta 216 faces de Avalokiteshvara! Em alto relevo, as esculturas causam uma impressionante sensação ao nascer e ao pôr do sol, devido às sombras projetadas. Apesar de parecer apenas uma pilha de pedras de longe, observado de perto o Templo Bayon é um dos mais espetaculares do complexo.

Ta Prohm (Ancestral Brahma – Deus Hindu)

Um dos mais impressionantes templos de Angkor, objeto de grande parte dos cartões postais do local, sofreu poucas interferências humanas desde a primeira visita dos exploradores franceses há mais de um século atrás. Enquanto outros templos foram limpos desde então, tirando-se todo tipo de mato e floresta a sua volta, este ficou entregue à natureza, que fez aqui um trabalho emocionante, cobrindo as construções com raízes de árvores centenárias, uma visão de tirar o fôlego. Não é a toa que o local serviu de set de filmagens de grandes produções como Tomb Raider (2001) e Two Brothers (2004).

Prohm Temple em AngkorFoto: Teresa Perez Tours

Prohm Temple
Foto: Teresa Perez Tours

COMPRAS

Em Siem Reap e na entrada dos diversos templos, os vendedores ambulantes oferecem de tudo, especialmente livros, bolsas e echarpes de seda. Na cidade é possível encontrar lojas e barracas com artigos semelhantes e artesanato. As boutiques do Grand Hotel d’Ankor oferecem roupas, pashiminas, echarpes e objetos, laca e prata de excelente qualidade.

Artisans d’Angkor (Artesãos de Angkor)

Sofisticada, a loja em Siem Reap realiza um trabalho social magnífico, ensinando ofícios como tear em seda, esculturas e artesanato, além de design em roupas e objetos. Os produtos são de qualidade e muito bom gosto.

Artisans d'AngkorFoto: Teresa Perez Tours

Artisans d’Angkor
Foto: Teresa Perez Tours

Onde encontrar:

Chantiers-Ecole, Siem-Reap
Tel: 855 063 963330
www.artisansdangkor.com

Psar Chaa (Mercado Antigo)

Um tesouro para os visitantes e para a população local, é possível encontrar os mais genuínos produtos, como livros, roupas típicas da região, echarpes, tecidos em geral, souvenirs e ingredientes frescos.

Onde encontrar:

Próximo ao rio, no centro da cidade – Siem Reap

*Onde comer?

A base da cozinha cambojana é o arroz, que junto com o peixe cobre as necessidades básicas da população. Os pratos são uma mescla de especiarias doces e salgadas que criam sabores maravilhosos. O mais típico é o Prahoc, elaborado a partir de uma pasta de cor rosada, salgada e com sabor picante. Outros pratos tradicionais são o Machhra Troeung (sopa de carne) e o Tea Tim (guisado de pato).

Madame Butterfly

Oferece autêntica cozinha Khmer com influências tailandesas. Está abrigado em uma típica casa de madeira decorada com móveis e artefatos locais. Seu ambiente é muito agradável e romântico.

Restaurante Madame ButterflyFoto: Teresa Perez Tours

Restaurante Madame Butterfly
Foto: Teresa Perez Tours

Onde encontrar:

373, National Road 6, Siem Reap
www.madamebutterflyrestaurant.com

FCC Angkor

Com uma bela vista para o Rio Siem Reap, o restaurante está instalado em uma antiga mansão de estilo art decó. Elegante e casual, serve cozinha internacional com influências locais.

Restaurante FCC AngkorFoto: Teresa Perez Tours

Restaurante FCC Angkor
Foto: Teresa Perez Tours

Onde encontrar:

Pokambor Avenue, Siem Reap
Tel: 855 063 760280
www.fcccambodia.com

Aha

O nome do restaurante significa comida em Khmer. Localizado no Antigo Mercado, é administrado pelo Shinta Mani Hotel. A cozinha oferece autêntica experiência da gastronomia local, harmonizada com vinhos internacionais.

Restaurante AhaFoto: Teresa Perez Tours

Restaurante Aha
Foto: Teresa Perez Tours

Onde encontrar:

The Passage, Psar Chas (Mercado Antigo), Siem Reap
Tel: 855 63 761998
www.shintamani.com

Chanrey Tree

Um cenário contemporâneo, rodeado por jardins, recepciona quem chega ao Chanrey Tree. Este é um dos melhores lugares para provar a comida khmer, como se denomina a comida típica do Cambodia. A mistura de doce e salgado intriga quem gosta de conhecer a culinária local de cada cidade. É também o local ideal para provar carnes exóticas, como cobra e rã.

Restaurante Chanrey TreeFoto: Teresa Perez Tours

Restaurante Chanrey Tree
Foto: Teresa Perez Tours

Onde encontrar:

Pokombo Avenue, Siam Reap
Tel: 855 63 767997
www.chanreytree.com

*Onde ficar?

Amansara

Em uma antiga villa real, o Amansara projetou 24 suítes com atmosfera de casa particular rodeada por um belo jardim e a apenas 10 minutos das majestosas ruínas de Angkor. Este antigo retiro real foi construído pelo arquiteto francês Laurent Mondet em 1962 para o rei Sihanouk acomodar os visitantes que não podiam se hospedar na residência real. Personalidades como o ex-presidente francês Charles de Gaulle, Jacqueline Kennedy, o ex-presidente iugoslavo Josep Broz Tito e ator Peter O’Toole agraciaram esta joia arquitetônica em seu auge.

Foto: Hotel Amansara

Foto: Hotel Amansara

Em um espaço que cria uma nova expressão das antigas tradições khmer, os hóspedes podem relaxar após as caminhadas pelas vastas ruínas de Angkor com massagens e tratamentos de beleza que fazem uso de técnicas tradicionais cambojanas e produtos naturais. A sala de jantar oval com pé-direito de sete metros e terraço aberto oferece tradicional cozinha khmer e pratos ocidentais com os mais frescos produtos sazonais.

Onde encontrar:
www.amanresorts.com/amansara

Raffles Grand Hotel d’Angkor

Localizado no bairro francês de Siem Reap, o Raffles Grand Hotel d’Angkor exibe toda sua imponência ao combinar a elegância do mundo antigo à paz e tranquilidade de um dos destinos mais espirituais do mundo. Ao entrar na belíssima construção, a impressão é de ter voltado à década de 1930, a começar pelo elevador estilo gaiola. Até mesmo os funcionários vestem uniformes inspirados nos trajes do Palácio Real, tamanha é a preocupação com servir bem.

Foto: Hotel Raffles

Foto: Raffles Grand Hotel D’Angkor

Cada um dos 119 quartos do hotel exibe charme e elegância. Todos têm um estilo art déco e são decorados com obras de arte cambojanas, que refletem a arquitetura e a história que o prédio representa. No restaurante Le Grand, é possível conhecer a culinária típica local, em pratos refinados e em sabores inesquecíveis. Depois de vivenciar toda a cultura khmer, só restará explorar um dos tratamentos de beleza tradicionais do país, oferecidos justamente no Raffles Spa, localizado dentro do hotel.

Onde encontrar:
www.raffles.com/siem-reap

Park Hyatt Siem Reap

Localizado próximo às ruínas de Angkor, declaradas Patrimônio Mundial Cultural pela Unesco, o hotel Park Hyatt Siem Reap representa a hospitalidade e tranquilidade do Cambodia. Todos os seus 108 quartos são contemporâneos mas, ainda assim, revelam a cultura local pela decoração.

Foto: Hotel Park Hyatt Siem Reap

Foto: Hotel Park Hyatt Siem Reap

O spa do hotel aprecia as técnicas de terapia inspirados nas lendas Apsara, por isso, utiliza apenas ingredientes naturais e aromas florais para as massagens e tratamentos estéticos. Da mesma maneira, nos restaurantes do hotel, todas as receitas e ingredientes apresentam um mundo novo aos hóspedes. Com novas texturas e sabores, aqui o paladar embarca em uma viagem que começa pela comida típica cambojana e vai até uma patisserie francesa.

Onde encontrar:
siemreap.park.hyatt.com

Belmond La Residence d’Angkor 

Localizado no centro de Siem Reap, no coração cultural do Cambodia, o La Residence d’Angkor presta o magnífico serviço tradicional dos hotéis da rede Belmond. Todos os quartos e suítes têm varanda privativa e decoração inspirada na tradição oriental.

Foto: Hotel Belmond

Foto: Hotel Belmond La Residence D’Angkor

No restaurante Circle, os hóspedes desfrutam de pratos da região, com fusão contemporânea e internacional. Para uma refeição ao ar livre, o Ember oferece tortas e bolos caseiros e é perfeito para um lanche no final do dia. Coquetéis e tapas são servidos no The Martini Lounge, de onde se tem vistas noturnas incríveis dos jardins do hotel e do rio Siem Reap. Para tranquilizar a mente e relaxar o corpo, o spa conta com uma longa lista de tratamentos, aplicados por especialistas que utilizam milenares técnicas orientais e produtos orgânicos locais. Sessões de meditação e ioga são comandadas por um monge cambojano, que também esclarece questões sobre o budismo aos hóspedes interessados.

Onde encontrar:
www.belmond.com/la-residence-d-angkor-siem-reap

Para mais informações, entre em contato para ter seu roteiro personalizado por

Magari blu e Teresa Perez Tours:

[email protected]