Diário da lua de mel: dicas de Cape Town

Diário da lua de mel por Ana Maria Junqueira

Cape Town é uma cidade encantadora! Sem dúvida uma das mais lindas que já visitei. Fica à beira do mar, tem a imponente Table Mountain de cenário, pouquíssimos prédios altos e muita vegetação.

Durante a lua de mel, fiz a escolha de dedicar 6 dias para a Cidade do Cabo, período em que tive a oportunidade de explorá-la com calma.

*O que fazer?

Cape Point e Cabo da Boa Esperança

O trajeto até o parque onde está o Cabo da Boa Esperança é já por si só um belíssimo passeio. Para chegar lá é preciso alugar um carro (lembre-se que na África do Sul é mão inglesa) ou organizar com motorista ou guia (foi assim que eu fiz).

Segue-se pela costa sul do Oceano Atlântico, sempre margeando o oceano. No caminho estão sofisticadas regiões à beira-mar como Camps Bay, Clyfton Beach e Hout Bay.

Camps BayFoto: magari blu

Camps Bay
Foto: magari blu

Ao tomar Chapman’s Peak não desgrude os olhos da janela do carro. A estrada está entre as mais belas do mundo e não é para menos! Um caminho panorâmico em meio à imensidão do azul do mar, atravessando montanhas. Pare o carro para tirar fotos. Não perca essa chance, pois é lindo demais!

Chapman's PeakFoto: magari blu

Chapman’s Peak
Foto: magari blu

A estrada pelas montanhas cortadasFoto: magari blu

A estrada pelas montanhas cortadas
Foto: magari blu

O Cabo da Boa Esperança está em um parque nacional e fica no extremo sul do continente africano. Durante muito tempo, os exploradores portugueses, à procura do caminho para as Índias, não conseguiam ultrapassar este ponto e naufragavam. Daí que o chamavam de Cabo das Tormentas.

O Caboa da Boa EsperançaFoto: magari blu

O Cabo da Boa Esperança
Foto: magari blu

A vista do altoFoto: magari blu

A vista do alto
Foto: magari blu

Os navios vinham beirando a costa para não se perder e terminavam colidindo nas pedras. Ali venta muito (portanto, leve uma proteção mesmo em dias quentes) e o mar não parece mesmo nada fácil de navegar, até nos dias de hoje.

Em Cape PointFoto: magari blu

Em Cape Point
Foto: magari blu

No Cabo da Boa Esperança é o encontro dos Oceanos Atlântico e Índico. Mas não se iluda ao pensar que avistará uma verdadeira pororoca em alto mar, com o encontro das águas. É praticamente impossível dizer onde termina um, onde começa o outro. Mas é bem curioso estar ali diante desses poderosos oceanos.

A distância até o Rio de Janeiro: Foto: magari blu

A distância até o Rio de Janeiro: 6.055 km
Foto: magari blu

Aprecie bastante a paisagem e a história do lugar. Mas não dê mole! Tome cuidado com os macacos baboon, os babuínos. Eles são terríveis! Acostumados com turistas que há anos os alimentam, os macacos tornaram-se agressivos e sorrateiros. Eu mesma presenciei um deles tentando levar a bolsa de uma chinesa (isso mesmo!) e outro roubando o sanduíche de um turista sossegado.

Cuidado com os espertinhos!Foto: magari blu

Cuidado com os espertinhos!
Foto: magari blu

Terminada a visita, a dica é retornar pelo lado do Oceano Índico pela Baía Falsa. Ela tem esse nome pela sua longa extensão, que não dá a impressão de ser realmente uma baía. Os portugueses que caiam com suas embarcações ali não conseguiam sair e seguir rumo às sonhadas Índias.

Em Cape Town venta tanto que nem as árvores escapamFoto: magari blu

Em Cape Town venta tanto que nem as árvores escapam
Foto: magari blu

Table Mountain

A montanha que é o cartão-postal de Cape Town tem a sua superfície plana, sem pico, e se parece com uma mesa.

Table MountainFoto: magari blu

Table Mountain
Foto: magari blu

Não compre ingresso com muita antecedência, pois a subida vale a pena se estiver um dia claro, sem nuvens. Isso porque a vista lá de cima é de tirar o fôlego!

A vista do alto da montanhaFoto: magari blu

A vista do alto da montanha
Foto: magari blu

Os mais aventureiros podem seguir pela trilha montanha acima, mas a maneira mais conveniente é pelo bondinho. Ele sobe rodando em seu eixo, o que permite que todos os turistas dentro dele tenham a chance de avistar a paisagem pelas janelas sem vidro.

Table Mountain

Eu no topo da Table Mountain
Foto: magari blu

No topo, a vista maravilhosa da cidade!

Boulders Beach

A praia dos pinguins! Eles se alojaram ali e nunca mais saíram – para alegria dos turistas e terror dos vizinhos. É o local de mais fácil acesso para observação de pinguins no mundo.

Os pinguins em Boulders BeachFoto: magari blu

Os pinguins em Boulders Beach
Foto: magari blu

Fofura!Foto: magari blu

Fofura!
Foto: magari blu

V & A Waterfront

Lotado de turistas, não deixa de ser um passeio agradável e uma região muito bem localizada para se hospedar. Com a revitalização do porto, chegaram inúmeros restaurantes, mercado de artesanato local, roda-gigante, um shopping center e diversos outros atrativos. Vale a pena de dia ou à noite, para caminhar por ali, sem pressa.

V & A WaterfrontFoto: magari blu

V & A Waterfront
Foto: magari blu

Bo Kaap

O bairro dos ex-escravos é todo de casinhas pintadas com cores intensas e lembra o Pelourinho de Salvador.

Bo KaapFoto: Reprodução/Wikipedia

Bo Kaap
Foto: Reprodução/Wikipedia

Robber Island

A ilha abriga o presídio, hoje desativado, onde Nelson Mandela ficou preso por 18 anos. O trajeto até o museu é feito de barco e leva cerca de 40 minutos, itinerário que é organizado pelo próprio tour.

Robben IslandFoto: magari blu

Robben Island
Foto: magari blu

Alguns dos guias são ex-detentos, que conhecem aquela prisão como ninguém e contam histórias interessantes, mas tristes.

Robben IslandFoto: magari blu

Robben Island
Foto: magari blu

Robben IslandFoto: magari blu

Robben Island
Foto: magari blu

É possível visitar a cela onde Mandela ficou preso por 18 anos na ilha.

A cela do MandelaFoto: magari blu

A cela do Mandela
Foto: magari blu

Passeio de helicóptero

Se Cape Town já é linda vista do solo, do alto então a gente fica sem palavras!

A lindíssima Cape Town vista do helicópteroFoto: magari blu

A lindíssima Cape Town vista do helicóptero
Foto: magari blu

O passeio de helicóptero não dura mais que meia hora, mas é o suficiente para uma boa volta pelo céu da cidade, avistando do alto a Table Mountain, as casas e prédios, as baías e praias e até o estádio da Copa se complementam perfeitamente como uma paisagem só.

Passeio de helicópteroFoto: magari blu

Passeio de helicóptero
Foto: magari blu

Passeio de helicópteroFoto: magari blu

Passeio de helicóptero
Foto: magari blu

Passeio de helicópteroFoto: magari blu

Passeio de helicóptero
Foto: magari blu

*Onde fazer compras?

V & A Waterfront

Lojas de rua, mercado de artesanato e um shopping center fazem da região o paraíso para quem adora ver vitrines e fazer comprinhas.

O destaque vai, claro, para o artesanato local e as lindas e exóticas peças à venda. A loja African Trading Port é um paraíso em 3 andares, com todo tipo de badulaque e enfeites para casa, máscaras e estátuas feitas em tribos diferentes espalhadas por todo o continente africano.

A loja African Trading Port no Waterfront Foto: Divulgação

A loja African Trading Port no Waterfront
Foto: Divulgação

No shopping center, está a Out of Africa, outra loja variada com objetos de artesanato, tecidos, brinquedos para crianças, enfeites para casa, etc.

Old Biscuit Mill

O antigo moinho abriga hoje lojas e restaurantes, entre eles os festajadíssimos The Test Kitchen e The Pot Luck Club (leia mais abaixo). O ideal é almoçar por lá e aproveitar para entrar nas lojas e galerias.

Old Biscuit MillFoto: magari blu

Old Biscuit Mill
Foto: magari blu

Green Market Square 

O centro da cidade nem sempre está no roteiro de quem a visita, mas é ali que emana grande parte da história de Cape Town. Destaque para a Green Market Square, onde acontece o mercado local mais tradicional. Muito artesanato e roupas típicas para olhar e comprar a bons preços.

Green Market Square no centro de Cape TownFoto: Reprodução/Virtual South Africa

Green Market Square no centro de Cape Town
Foto: Reprodução/Virtual South Africa

Cape Quarter

São 3 quadras com lojas, galerias, joalherias, antiquários e restaurantes. Pouco conhecido dos turistas, é o ponto certo para quem busca sofisticação e peças únicas.

Cape QuarterFoto: Reprodução/Panoramio

Cape Quarter
Foto: Reprodução/Panoramio

*Onde comer?

Os bons restaurantes em Cape Town têm disponibilidade reduzida, portanto o ideal é reservar com bastante antecedência.

The Test Kitchen

Considerado o melhor restaurante de toda a África, é um daqueles restaurantes que você deve agendar assim que fechar a viagem. A lista de espera é de meses, pois, além do reconhecimento, o local é pequeno e não trabalha com turnos. É só um no almoço e outro no jantar.

The Test KitchenFoto: magari blu

The Test Kitchen
Foto: magari blu

O menu é degustação e o ambiente lembra um charmoso armazém com tubulações expostas. Fica no Old Biscuit Mill.

Drinks delícia para começarFoto: magari blu

Drinks delícia para começar
Foto: magari blu

Homedried Tomato Geleia de beringela e mousse de queijo de cabraFoto: magari blu

Homedried Tomato
Com geleia de beringela e mousse de queijo de cabra
Foto: magari blu

Onde encontrar:
www.thetestkitchen.co.za

The Pot Luck Club

Dos mesmos donos do The Test Kitchen, o Pot Luck fica numa plataforma sobre o Old Biscuit Mill. O menu é de tapas, porções pequenas para compartilhar. É casual e o próprio cliente anota os pedidos na comanda.

O cliente que anota o pedido no Pot LuckFoto: magari blu

O cliente que anota o pedido no Pot Luck
Foto: magari blu

Quiche de parmesão, porcini e trufasFoto: magari blu

Quiche de parmesão, porcini e trufas
Foto: magari blu

Onde encontrar:
thepotluckclub.co.za

Grand Cafe & Beach

Restaurante e beach club perfeito para almoçar em um lindo dia de sol com vista mar e bons drinks.

Deliciosa pasta com frutos do marFoto: magari blu

Deliciosa pasta com frutos do mar
Foto: magari blu

Esqueça o salto alto em casa, pois as mesas são pé na areia.

Grand Cafe & BeachFoto: magari blu

Grand Cafe & Beach
Foto: magari blu

Onde encontrar:
www.grandafrica.com

The Bungalow

Restaurante com uma linda vista para as ondas do mar, mais linda ainda se tiver a sorte de reservar para assistir ao pôr do sol.

The BungalowFoto: magari blu

The Bungalow
Foto: magari blu

No menu, frutos do mar deliciosos e um vinhozinho nacional para acompanhar.

Prato de frutos do mar!Foto: magari blu

Prato de frutos do mar!
Foto: magari blu

Onde encontrar:
www.thebungalow.co.za

Azure

Todo decorado com azul e branco e janelões de vidro para assistir ao lindo pôr do sol em Cape Town.

AzureFoto: Divulgação

Azure
Foto: Divulgação

Azure é o restaurante do hotel The Twelve Apostles (leia mais abaixo). Localizado fora do agito do V & A Waterfront e de Camps Bay, é sofisticado, alegre e romântico. Foi aqui que provei o melhor prato de frutos do mar da viagem!

O campeão de frutos do mar!Foto: magari blu

O campeão de frutos do mar!
Foto: magari blu

Onde encontrar:
www.12apostleshotel.com

Black Sheep

Zero turístico, restaurante descolado e cheio de gente jovem na buxixada Kloof Street. O proprietário é um chileno que se apaixonou por Cape Town e nunca mais deixou a África do Sul.

Black SheepFoto: Reprodução/Cape Town My Love

Black Sheep
Foto: Reprodução/Cape Town My Love

O menu não é impresso – está na lousa e no site! Destaque para carnes de caça servidas com deliciosos acompanhamentos ou uma bela massa.

Onde encontrar:
blacksheeprestaurant.co.za

Beluga

O restaurante é jovem, com menu variado, um toque de caviar e ótimas opções de sushi. Ideal para jantar na parte externa no verão e curtir um agradável jantar sob as estrelas.

Sushi no BelugaFoto: magari blu

Sushi no Beluga
Foto: magari blu

Onde encontrar:
www.beluga.co.za

*Onde ficar?

Cape Grace foi a nossa escolha, charmoso hotel boutique no V & A Waterfront – leia mais aqui.

Cape Grace HotelFoto: Divulgação

Cape Grace Hotel
Foto: Divulgação

Aproveitei para visitar e conhecer outras opções de hotelaria na cidade. Confira as demais sugestões:

The Twelve Apostles

É o preferido de estrelas como Lady Gaga e Rihanna. The Twelve Apostles é um hotel boutique mais reservado e isolado (fica a 20 munutos do V & A Waterfront), com localização cinematográfica, ambientes em tons claros e serviço impecável.

The Twelve Apostles à beira do Oceano AtlânticoFoto: Divulgação

The Twelve Apostles à beira do Oceano Atlântico
Foto: Divulgação

O lindo pôr do sol visto do hotelFoto: Divulgação

O lindo pôr do sol visto do hotel
Foto: Divulgação

Os quartos todos têm vista para o mar ou para a montanha, num ambiente relaxante, romântico, em contato com a natureza. Se tiver sorte, avistará baleias e golfinhos da janela do quarto.

Luxury RoomFoto: Divulgação

Luxury Room
Foto: Divulgação

Suíte PresidencialFoto: Divulgação

Suíte Presidencial
Foto: Divulgação

O spa é todo em tons claros e incrustado na pedra. Shuttles são oferecidos a cada hora aos hóspedes para ir à cidade sem custo extra, das 8h às 21h30.

Lounge do spaFoto: Divulgação

Lounge do spa
Foto: Divulgação

Onde encontrar:
www.12apostleshotel.com

One & Only

O imponente e premiado hotel fica no V & A Waterfront.

one and only bar e lounge

A vista do lounge e do bar para a Table Mountain
Foto: Divulgação

Mas uma vez lá dentro é como se estivesse em um mundo só seu. Isso porque a área do One & Only é gigante, com lagos internos e quartos que ficam no prédio principal e na ilha. Não se vê o movimento do Waterfront e nem as ruas que circundam o hotel.

Marind Grand Suite BedroomFoto: Divulgação

Marina Grand Suite Bedroom
Foto: Divulgação

A varanda da Table Mountain Suite Foto: Divulgação

A varanda da Table Mountain Suite
Foto: Divulgação

Lounge da Island Suite com 2 quartos Foto: Divulgação

Lounge da Island Suite com 2 quartos
Foto: Divulgação

Lá estão os famosos restaurantes Nobu e Reuben’s, este último comandado pelo chef celebridade sul-africano Reuben Riffel.

Onde encontrar:
capetown.oneandonlyresorts.com

The One Above

É a penthouse no One & Only, porém não é administrada pelo hotel, e sim pelo grupo Royal Portfolio. É acessada por elevador separado no lobby.

The One AboveFoto: Divulgação

The One Above
Foto: Divulgação

Sala de jantarFoto: Divulgação

Sala de jantar
Foto: Divulgação

Faz parte de um serviço de residências privadas, a escolha ideal para uma família ou grupo de casais e amigos até 8 pessoas, que querem ter a experiência superexclusiva de ficar numa belíssima cobertura em Cape Town, com localização e vista privilegiadas, e serviço diferenciado.

Master suiteFoto: Divulgação

Master suite
Foto: Divulgação

_N9Q9552

Uma das suítes
Foto: Divulgação

Um dos banheirosFoto: Divulgação

Um dos banheiros
Foto: Divulgação

Tem uma série de mimos incluídos como piscinas privadas, traslado com motorista ao aeroporto, café da manhã na penthouse, chef particular, butler disponível por 24 horas, concierge, bebidas não alcoólicas e canapés de aperitivo, wi fi, uso do spa e do kids club do hotel.

Piscina com vista para a Table MountainFoto: Divulgação

Piscina com vista para a Table Mountain
Foto: Divulgação

Onde encontrar:
www.privateresidences.co.za

*Quanto tempo ficar?

Cape Town tem muito para fazer, razão pela qual um mínimo de 4 noites é o recomendado.

*Como chegar?

Não existem voos diretos a partir do Brasil. É necessário voar até Johannesburgo e de lá mais 2 horas até Cape Town.

Deve ser incluída em qualquer roteiro pelo país, pois é unanimidade: Cape Town é um dos highlights sul-africanos!

Ana Maria Junqueira está sempre viajando pelo mundo. É editora do Magari blu, consultora em viagens e a embaixadora de viagens da Perrier no Brasil.