Bush Babies, o Santuário dos Macacos na África do Sul

Viagens pela África por Fernanda Fleury

Esta é uma dica superdivertida para quem vier a Johannesburgo.

Além de lugares são parada obrigatória por aqui como os safáris rápidos e o tour para seguir os passos do Mandela, adultos e crianças vão amar conhecer o Bush Babies Monkey Sanctuary, o santuário dos macacos.

Bush Babies - Monkey Sanctuary Foto: Divulgação

Bush Babies Monkey Sanctuary
Foto: Divulgação

A menos de uma hora do centro de Johannesburgo, é uma atração ao ar livre e interativa.

O Bush Babies faz parte de um grupo de santuários (incluindo o santuário de elefantes) que está comprometido em abrigar e cuidar de animais órfãos ou que já foram maltratados no passado.

Os macacos ficam soltos pelo parque como se estivessem em seu habitat natural, tornando o passeio surpreendente, já que os são animaizinhos bastante curiosos e aproximam-se dos humanos de vez em quando para interagir.

Bush Babies - Monkey Sanctuary Foto: Divulgação

Bush Babies Monkey Sanctuary
Foto: Divulgação

As visitas são acompanhadas por guias bastante experientes e que transmitem aos seus visitantes uma verdadeira aula sobre os animais e a formação geológica do lugar onde o parque está situado.

Bush Babies - Monkey Sanctuary Foto: Divulgação

Bush Babies Monkey Sanctuary
Foto: Divulgação

Não deixe de conhecer se você estiver pela cidade. O parque abre 7 dias da semana e o tour, que acontece a cada hora, dura de 1 hora a 1 hora e meia.

Bush Babies - Monkey Sanctuary Foto: Divulgação

Bush Babies Monkey Sanctuary
Foto: Divulgação

Adultos pagam aproximadamente R$ 50,00 e crianças (de 4 a 14 anos) R$ 25,00. É possível agendar com antecedência.

Onde encontrar:
www.monkeysanctuary.co.za

Fernanda Fleury é publicitária e em 2012 mudou-se para Joanesburgo na África do Sul. Desde então, tem mergulhado na cultura e nos destinos maravilhosos no continente africano. Em sua coluna, divide com os leitores as suas viagens e dicas, desde os roteiros mais tradicionais aos passeios exóticos e inusitados pelos vários países da África.