As cataratas Victoria Falls na África

Viagens pela África por Fernanda Fleury

Uma das sete maravilhas no mundo. As famosas cataratas africanas, que em 1989 foram eleitas pela UNESCO Patrimônio Cultural da Humanidade, não podem ficar de fora do seu roteiro pela África. E o melhor de tudo: esse lugar incrível fica apenas uma hora e meia de voo de Johannesburgo.

Vic-Falls-Zimbabwe

Victoria Falls no Zimbábue
Foto: Reprodução

Descoberta em 1855 por David Livingstone, Victoria Falls recebeu este nome em honra à rainha Victoria do Reino Unido. Localizada no Rio Zambezi, na fronteira com a Zâmbia e Zimbábue, a maior cortina de água do mundo é um espetáculo a parte! Com 1.708 metros de largura, a grande fenda no chão despeja 500 milhões de litros de água por segundo de suas cataratas. É habitat de inúmeras espécies de pássaros e seu constante “spray” permite a formação de inúmeros arco- íris. Definitivamente de encher os olhos.

Por fazer fronteira com dois países, você pode escolher o lado que irá ficar: Zâmbia ou Zimbábue. O diferencial é a vista que você tem das cataratas. Apesar de não ser declarada, existe uma preferência dos turistas em ficar no lado do Zimbábue, já que a vista deste lado é mais pitoresca e um pouco mais abrangente, além das várias opções de hotéis e a curta distância para o parque nacional. Mas isso não impede que você vá conhecer a Zâmbia. É só uma questão de obter dois vistos de entrada ao chegar no país.

Três noites já são suficientes para você cobrir a maior parte das atividades que o lugar oferece. Todas com diversão garantida e bastante contato com a natureza. Os melhores meses para visitar Victoria Falls são entre fevereiro e maio – logo após a época de chuvas, quando as cataratas estão bastante cheias. Nesse período, as árvores já estão sem muitas folhas, o que não deixa de proporcionar uma paisagem linda. As manhãs e as noites são bem frias, mas os dias são bastante agradáveis com muito sol sempre.

 

*Onde ficar?

– The Victoria Falls Hotel

 O mais tradicional e também um dos mais chiques e charmosos  hotéis de Victoria Falls. De estilo colonial, o hotel 5 estrelas oferece bastante conforto e vista para a famosa ponte de ferro próxima às cataratas. É bem capaz que você encontre nos jardins do hotel inúmeros macaquinhos e warthog (ou o famoso “Pumba” do filme Rei Leão).

vf5

The Victoria Falls Hotel
Foto: Reprodução

vf1

Foto: Fernanda Spinelli Fleury

Onde encontrar:
www.victoria-falls-hotels.net

 

– Victoria Falls Safari Lodge

Para aqueles que querem pagar um pouco menos sem perder o conforto ou o charme de um bom hotel, recomendo o Victoria Falls Safari Lodge. Este hotel quatro estrelas tem uma vista belíssima para um pequeno lago, onde, durante todo o dia, muitos animais vão beber água. Fique no deck do hotel por alguns minutos que você verá elefantes, veados, búfalos e outros animais selvagens!

vf

Victoria Falls Safari Lodge
Foto: Reprodução

vf2

Foto: Fernanda Spinelli Fleury

Onde encontrar:
www.victoria-falls-safari-lodge.com

 

*O que fazer?

– Tour de Helicóptero: imperdível! Só de cima você consegue ter uma noção real da abundância das cataratas. O voo, apesar de curto (12 – 13 minutos) proporciona uma das vistas mais bonitas do lugar.  Para quem quer desfrutar um pouco mais do passeio, existe a opção de um voo mais longo (aproximadamente 20 minutos) para também ver os animais que se escondem na s matas do Zimbábue.

vf4

As cataratas de Victoria Falls vistas do helicóptero
Foto: Reprodução

– Caminhada pelas cataratas: programa obrigatório para quem vai para Victoria Falls! O tour guiado é sempre mais interessante por conta das informações do guia, mas para quem quiser ir sozinho, o caminho é bem sinalizado e não muito longo. Veja de perto a beleza das quedas d’água e se prepare para se molhar bastante! Uma capa de chuva é um item essencial.

– Rafting no Rio Zambezi: para quem gosta de aventura e não está muito preocupado em se molhar, aconselho o rafting. Um programa delicioso pelo rio Zambezi com uma paisagem maravilhosa! O passeio dura aproximadamente 2 horas e meia e atravessa algumas corredeiras calmas e outras nem tanto do rio. Em épocas de cheia o percurso fica mais divertido! Não se preocupe porque não precisa de experiência e as equipes que levam os turistas são bastante cautelosas.

– Para quem for na época mais seca, não deixe de fazer o  “river bording”:  uma espécie de prancha que te puxa pelas correntezas do rio. Aventura garantida.

Lion Encounter: Um passeio lindo com leoas pelas matas do Zimbábue. Você poderá andar lado a lado com elas, fazer carinho, tirar muitas fotos e mostrar o quanto é corajoso! Ainda contribui com a empresa que ajuda na preservação da raça na África.

– River Boat Cruise: Por que não apreciar um lindo por do sol (digno de África) em um passeio de barco com boas bebidas pelo rio Zambezi? Durante o passeio você poderá ver hipopótamos além de pássaros e outros bichos na região.

vf3

O por do sol visto do River Boat Cruise
Foto: Fernanda Spinelli Fleury

– Bungy Jump, Pêndulo e Tirolesa: para os radicais de plantão (e bastante corajosos) existe a possibilidade de pular da ponte de ferro no Zimbábue. São 111 m de altura de pura emoção! Já com a tirolesa você pode ir do Zimbábue para Zâmbia sem precisar de carimbo no passaporte.

vf 6 Bungy-jump-Livingstone

Bungy jump
Foto: Reprodução

*Onde comer?

– The Victoria Falls Hotel: dizem que quem não toma o chá da tarde do hotel, não esteve em Victoria Falls. O chá, bem servido, vem com bolinhos, pães e gostosuras para serem apreciadas durante a tarde em frente ao delicioso jardim do hotel. Para quem gosta de um bom drink, sugiro o Pimms number 1. Uma bebida tipicamente londrina feita com vinho frisante e frutas. Uma delícia! Sanduíches deliciosos, saladas e outros pratos são servidos durante o almoço e jantar.

Victoria Falls Safari Lodge: o hotel conta com um cardápio à la carte com pratos muito bem executados pelo chef do hotel. Opções de peixes, carnes de caça, sopas e algumas sobremesas bem gostosas estão no menu. Ao fazer a reserva, peça uma mesa próxima às “janelas” do restaurante. Você terá uma noite agradabilíssima observando os diversos elefantes que vem beber água no lago próximo ao hotel.

– Boma Restaurant: tenha um jantar tipicamente africano no Boma. O restaurante, localizado dentro do complexo do Victoria Falls Safari Lodge, oferece um jantar 100% africano do começo ao fim! Já na entrada, receba um agrado dos nativos e aprecie um autentico churrasco africano com algumas carnes de caça da região. Durante o jantar, algumas danças típicas tribais são apresentadas e o clima é bem descontraído. O menu é fechado, com opções de carnes, saladas e sobremesas.

Não deixem de conhecer este lugar lindo! Até a próxima dica!

*Fernanda Fleury é publicitária e em 2012 mudou-se para Joanesburgo na África do Sul. Desde então, tem mergulhado na cultura e nos destinos maravilhosos no continente africano. Em sua coluna, divide com os leitores as suas viagens e dicas, desde os roteiros mais tradicionais aos passeios exóticos e inusitados pelos vários países da África.