A produção de mel nos hotéis Relais & Châteaux

Por Relais & Châteaux

Verdadeiras sentinelas do meio-ambiente, as abelhas encontram-se hoje ameaçadas de extinção devido, em grande parte, ao uso massivo de pesticidas e de inseticidas nas grandes zonas agrícolas.

Recriar condições favoráveis à atividade das abelhas é fundamental. Elas são testemunhas da saúde de nossos ecossistemas e continuam a ser polinizadoras essenciais à grande parte da flora. Sem elas, um terço dos alimentos desaparecerão.

Os estabelecimentos Relais & Châteaux se mobilizam em torno desta causa e, graças a uma nova geração de apicultores, eles produzem mel nos quatro cantos do mundo: Japão, Nova Zelândia, Chile, Inglaterra, Espanha, França ou Estados Unidos.

La Grande Maison Bernard Magrez  [França]

A reimplantação de abelhas no seio das propriedades vinícolas da região de Bordeaux foi impulsionada por monsieur Bernard Magrez em 2009, dentro do projeto de arte contemporânea realizado por Pierre Grange Praderas.

Ele tem como objetivo reintroduzir a abelha doméstica nas vinícolas, favorecer a polinização e poder compartilhar o fruto de seu trabalho através de seu produto final, o mel. Os tratamentos dados às abelhas ao longo da estação são exclusivamente feitos à base de óleos essenciais.

Foto: La Grande Maison Bernard Magrez

Foto: La Grande Maison Bernard Magrez

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/grandemaison

Hostellerie La Cheneaudière [França]

Esta maison apresenta uma gama de cosméticos naturais Simples et Miel unicamente propostos no La Cheneaudière. Sem parabeno ou colorantes, esta gama tem na água pura das fontes de Colroy-la-Roche, no mel das abelhas das colmeias do estabelecimentos, nas frutinhas das florestas do Vosges e nas plantas dos prados ao redor e nas plantas selecionadas seus principais ativos, escolhidos por seus benefícios.

Pode-se igualmente saborear o mel no café da manhã, como acompanhamento dos deliciosos pães e outras iguarias. Aqui, até os cereais e muesli são de fabricação artesanal!

Foto: Hostellerie La Chenaudiere

Foto: Hostellerie La Chenaudiere

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/cheneaudiere

Saint James Paris [França]

O Saint James Paris instalou suas colmeias, com a expertise de Timothée Quellard da Ekodev, no centro do jardim, próximo à varanda do restaurante.

Todos os anos, os clientes vivem a experiência da colheita. Eles descobrem a importância de proteger as abelhas, indispensáveis à preservação da biodiversidade e, assim, degustam um mel maison, igualmente utilizado pelo chef pâtissier Matthias Alet em suas criações. Estas duas pequenas propriedades os ajuda a alcançar seu objetivo: a polinização das flores.

Foto: Le Saint James

Foto: Le Saint James

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/saintjames-paris

Relais Bernard Loiseau [França]

Desde julho de 2014, 200.000 abelhas negras da Borgonha vivem nos telhados do Relais Bernard Loiseau, em pequenas colmeias especialmente concebidas para elas.

Thomas Décombard, da sociedade Apidis, de uma família de gerações de apicultores, é o responsável pelas colmeias da maison.

Foto: Relais Bernard Loiseau

Foto: Relais Bernard Loiseau

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/loiseau

Abadía Retuerta LeDomaine [Espanha]

Na Espanha, Abadía Retuerta LeDomaine, em colaboração com Honey Montes de Valvení, propõe a seus hóspedes de brincar de apicultor durante uma excursão única: eles podem visitar as colmeias vestidos com uma roupa especial e, assim, se aproximarem delas.

Foto: Abadía Retuerta LeDomaine

Foto: Abadía Retuerta LeDomaine

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/ledomaine

Relais San Maurizio [Itália]

Situado em uma das regiões gastronômica mais célebres da Itália, o Piemonte, o Relais San Maurizio tornou-se conhecido na arte apícola, praticada em suas terras desde o século 17 por monges cistercienses.

A Maison produz sua marca própria de mel, chamada Mel da Abadia, em um terreno a meio caminho entre os Alpes e o mar. No alto de uma colina acariciada por ventos marinhos e cercada por vinhedos, a mansão guarda os últimos segredos do viver bem.

Foto: Relais San Maurizio

Foto: Relais San Maurizio

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/maurizio

Chewton Glen [Reino Unido]

Esta propriedade do Reino Unido começou a aventura com um número bem pequeno de colmeias, mas atividade se desenvolveu rapidamente e, desde o último verão, conta com 70 colmeias. Com a ajuda de um apicultor, a equipe colocou seu coração para desenvolver esta atividade, especialmente ao plantar as flores prediletas das abelhas e plantas tais como lavanda, a borragem ou a Phacelia tanacetifolia – flores típicas da europeias.

A proteção das abelhas se inscreve em um vasto projeto ambiental que visa igualmente aumentar a população de pássaros, de ouriços e também de outras variedades vegetais para oferecer aos clientes geleias e xaropes únicos e sob medida.

Foto: Chewton Glen

Foto: Chewton Glen

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/chewton

Llangoed Hall [Reino Unido]

O Llangoed Hall se conscientizou de seu impacto ambiental e encontra-se hoje firmemente engajado com a proteção das espécies e dos recursos. Foi então, naturalmente, que a maison se cercou de galinhas, codornas e patos.

Mais recentemente, instalou-se colmeias nos jardins da propriedade, que fornecem ao chef Nick Brodie produtos excepcionais ao longo do ano todo.

Foto: Llangoed Hall

Foto: Llangoed Hall

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/llangoed

Longueville Manor [Reino Unido]

A Longueville Manor embarcou em um ambicioso programa de preservação do meio-ambiente chamado New Leaf.

Entre suas inúmeras atividades, a maison mantém 24 colmeias que fornecem mel ao restaurante e preservam ativamente a Durrell Wildlife Preservation Trust – que zela pela proteção de espécies em via de extinção.

As colônias de abelhas ajudam as culturas ambientais ao permitir melhor polinização; elas também fornecem em abundância um mel perfumado, destinado aos clientes do hotel.

Foto: Longueville Manor

Foto: Longueville Manor

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/longueville

Château St. Gerlach [Países Baixos]

O Château St. Gerlach tem 6 colmeias, sendo uma para observação, que permite aos hóspedes estudarem o trabalho das abelhas da raça Carnica. No ano passado, 150 kg de mel foram produzidos, servidos no café da manhã, utilizados no preparo de sobremesas e também oferecidos como presentes ou vendidos.

O chef das cozinhas do St. Gerlach, Otto Nijenhuis, é um apicultor certificado e membro da Associação Holandesa dos Apicultores.

Foto: Château St. Gerlach

Foto:
Château St. Gerlach

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/stgerlach

Hotel Bareiss im Schwarzwald [Alemanha]

Os proprietários deste hotel, no coração da Floresta Negra, reformaram uma antiga fazenda que pertencia a curandeiros para organizar ali eventos, mas também degustações como antigamente para os hóspedes do hotel. A horta, mantida com bastante cuidado, é um belo refúgio para 3 colônias de abelhas.

O mel produzido é servido todas as manhãs no café da manhã, mas também é a estrela de um dos tratamentos do Spa à base de geleia real.

Foto: Hotel Bareiss im Schwarzwald

Foto: Hotel Bareiss im Schwarzwald

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/bareiss

Beau-Rivage Hotel [Suíça]

No telhado deste hotel encontra-se Le Petit Beau-Rivage, um conjunto de colmeias que abriga 60.000 polinizadoras douradas. Os clientes são convidados a visitá-las, acompanhados pelo apicultor Audric De Campeau, fundador da empresa eco-responsável CitizenBees.

Dezenas de captadores integrados no interior e no exterior das colmeias permite seguir a vida destes himenópteros em tempo real.

Foto: Beau-Rivage Hotel

Foto:
Beau-Rivage Hotel

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/beau-rivage

Winvian [Estados Unidos]

O chef Chris Eddy da Winvian Farm, em Morris, adquiriu colmeias do apiário local Red Bee Honey para completar seu menu da fazenda para o prato e concretizar seus engajamentos em favor do desenvolvimento sustentável.

O perfil Instagram do hotel mostra como este microcosmos está tomado de atividades nos 45 hectares de jardins orgânicos.

Foto: Winvian Farm

Foto: Winvian Farm

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/winvian

Huka Lodge [Nova Zelândia]

Dois anos atrás, quando o talentoso chef Paul Froggatt veio da Ásia para o Huka Lodge, na Nova Zelândia, como chef executivo, ele cruzou imediatamente a região para encontrar sua nova inspiração gastronômica.

Logo ele se tornou amigo do apicultor local, a quem convenceu de mudar algumas colmeias para o Huka Lodge, à beira do rio Waikato, em Taupo.

Foto: Huka Lodge

Foto: Huka Lodge

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/huka

Tobira Onsen Myojinkan [Japão]

No coração dos Alpes japoneses, você descobrirá os charmes secretos deste hotel criado em 1931. Uma joia no centro do Parque Nacional, cravada pela calma das montanhas, entre cumes nevados e fontes termais quentes, reconhecidas por suas virtudes terapêuticas.

É aqui, nesta paisagem particularmente rica, que estão instalada as colmeias e que o mel é recolhido uma vez ao ano.

Foto: Tobira Onsen Myojinkan

Foto: Tobira Onsen Myojinkan

Onde encontrar:
www.relaischateaux.com/myojinkan

Fale conosco para organizar a sua viagem:

[email protected]